Após perder 2 bebês, mãe realizará sonho de segurar filha “O meu milagre chegou”

“Chegou o mês de Junho e felizmente o mês em que eu irei conhecer a minha filha, Cecília. Não foi nada pouco fácil chegar aqui, foi uma mistura de medo, insegurança, dor, e ao mesmo tempo, alegria por cada dia que passei e passo com ela bem em meu ventre.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O medo e a insegurança tomaram conta a maior parte do tempo, pois antes dela 2 anjinhos ficaram apenas 2 meses dentro de mim. Em dezembro de 2019, descobri a 1ª gestação, a alegria tomou conta e eu queria gritar para o mundo o quanto estava feliz e realizada.

Mas, durou pouco tempo e, com 8 semanas de gestação, ela voltou pro céu. Só Deus sabe o quanto eu sofri, fiquei despedaçada e inconsolável. Em junho de 2020, descubro o segunda gravidez.

Fiquei feliz e um pouco preocupada, mas mantive os pés no chão. E mais uma vez, com 8 semanas, o anjinho que estava aqui voltou para o céu. Fiquei triste, mas tentei entender os planos de Deus, mesmo sendo difícil.

Por várias vezes culpei Deus e queria entender o que eu fiz de errado para não estar dando certo. Até que em um dia nublado, 10 dias depois da minha perda, fui fazer a ultrassom e o médico disse ‘está tudo certo, 2 meses se bobear você está grávida novamente.’

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mãe realizará sonho de segurar filha
Bruna a espera de sua pequena filha, Cecília – Foto: reprodução / @_scpbru

Apesar do meus pensamentos ainda estarem meio confusos e eu ter colocado na minha cabeça que não queria mais engravidar, eu saí de lá toda sorridente e cheia de esperança.
Dito e feito, em setembro descubro outra gravidez.

E aquele dia nublado, depois de toda aquela tempestade, o céu se abriu pra mim e se formou um lindo arco-íris. No começo eu fiquei com muito medo. Aliás, não tem como não ficar.

E dia após dia eu tive muito medo, qualquer coisinha eu já ficava insegura. Até que passou 8, 12, 16, 20, 24 semanas… E por fim, hoje eu completo 38 semanas, reta final para a chegada da minha filha.

Minha gestação não foi fácil por conta dessas inseguranças e pelas dores que senti ao longo de toda gestação, que cada dia que passava pioravam por conta das minhas cicatrizes e pela falta de elasticidade que, na verdade, sinto até hoje.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas são as marcas que constituem a minha história e eu devo me orgulhar delas, mesmo elas me trazendo algum tipo de sofrimento. Foi tudo muito louco, eu tive que ter muita fé no processo.

Pois quando tudo parecia estar perdido e a minha história parecia ter chegado ao fim, a graça de Deus me alcançou. O meu milagre chegou e eu me senti forte a cada batida do seu coração, a cada mexida e quando você dá o pezinho para fazer carinho.

O meu deserto floresceu, e os momentos tristes vão ficar pra trás, pois o meu sonho vai se realizar e logo eu vou segurar o meu lindo presente, minha bebê arco-íris. Eu te amo filha e estou muito ansiosa para sua chegada” 💜🌈

Relato da mãe Bruna Coitim, 26 anos, de São Paulo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Após perder 2 bebês, mãe realizará sonho de segurar filha "O meu milagre chegou" 1

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,967,657SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem que recebeu tratamento com ajuda de vaquinha dança com a esposa pela 1ª vez após dois anos

Esse vídeo é uma vitória por si só! ❤️ Junior entrou em estado vegetativo após um grave atropelamento há dois anos e olhem como ele...

Série fascinante retrata igualdade de gênero em diferentes culturas indígenas pelo mundo

Buscando uma alternativa às sociedades patriarcais, muitas vezes encontrados em países ocidentais, o fotógrafo francês Pierre de Vallombreuse viajou para o Sudeste da Ásia...

Feltro sustentável retira 41 milhões de garrafas PET da natureza todo mês

Artesãos e até a indústria automobilística usam o feltro sustentável.

Menina de 9 anos costura e doa máscaras para moradores de rua em Sorocaba (SP)

Uma menina de 9 anos encontrou na costura um hobbie muito mais divertido do que brincar ou assistir desenho e agora está confeccionando máscaras...

Deu match! Razões Para Acreditar e Editora MOL tornam-se sócios para engajar mais pessoas e gerar mais impacto

Olha que novidade incrível! Razões Para Acreditar e Editora MOL tornaram-se sócios. A gente está super feliz de poder anunciar essa parceria – e...

Instagram

Após perder 2 bebês, mãe realizará sonho de segurar filha "O meu milagre chegou" 2