Mãe reencontra bebê de 1 ano que passou 4 dias perdida em floresta na Rússia

0
1099
mãe reencontra bebê perdida floresta rússia

A pequena Lyuda Kuzina, de 1 ano e 10 meses de idade, passou quatro dias desaparecida em uma floresta na Rússia após se perder da irmã durante uma brincadeira.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com o portal BBC, a menina se perdeu perto de sua casa, na região de Smolensk, a oeste de Moscou, ficando mais de 100 horas sozinha na selva, subsistindo em meio às baixas temperaturas registradas durante a noite.

Uma busca envolvendo centenas de pessoas começou para achar o paradeiro de Lyuda. Ela estava com o corpo coberto de picadas de insetos e um pouco atônita quando encontrada, mas já passa bem.

mãe reencontra bebê perdida floresta rússia

Ela prometeu nunca mais fugir da mamãe de novo“, disse Antonina Kuzina, mãe da menina, ao jornal russo “Komsomolskaya Pravda”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Embora por quanto tempo ela vai se lembrar dessa promessa, eu não tenho ideia. Mas pelo menos ela disse isso”, ponderou a mãe.

Lyuda está sob acompanhamento do hospital infantil em Smolensk. Segundo um canal de TV russo, Antonina convocou as autoridades na última terça (24), imediatamente depois de sentir a falta da filha na casa de verão da família.

mãe reencontra bebê perdida floresta rússia

A menina estava brincando do lado de fora com sua irmã de 4 anos, mas entrou em uma floresta próxima, perdendo-se da família.

Sensibilizados com o sumiço dela, mais de 400 voluntários e policiais começaram a vasculhar a área em busca da criança.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o passar dos dias, mergulhadores foram convocados para checar se ela não teria caído em reservatórios de água da região, mas não encontraram nada.

Felizmente, 4 dias após o sumiço, um dos grupos de resgate encontrou Lyuda. Eles pararam para descansar a 4 km da casa da família da menina quando ouviram um barulho.

“Os voluntários me disseram que não tinham estado muito longe do local no primeiro dia”, disse a mãe. “Foi apenas no quarto dia, quando ouviram um gemido, que a encontraram coberta por galhos debaixo de uma árvore”, acrescentou.

Veja também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: EM
Fotos: Sledcom Smolensk

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.