Motorista da Uber acolhe mãe aflita e compra roupas para seu bebê doente

Uma motorista da Uber na Flórida (EUA) pegou uma mamãe que havia dado à luz semanas antes e deu-lhe carona até uma loja de roupas, onde ela iria fazer compras para seu bebê.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sensibilizada pela história de vida da mulher, Belinda Smith se ofereceu para comprar algumas peças para o recém-nascido.

“Fiquei muito feliz em fazer algo legal por ela, porque ela estava tendo um dia difícil”, disse a motorista.

Pouco depois de nascer, o filho de Nikki Ihus foi diagnosticado com hérnia diafragmática congênita (HDC), um defeito ou buraco no diafragma que permite que o conteúdo abdominal chegue à cavidade torácica.

Nikki viajou grávida cerca de 2000 quilômetros, de Kansas City até São Petersburgo, na Flórida, para ter seu primeiro bebê, John Henry, após ser alertada pelos médicos responsáveis por sua gestação que seu filho provavelmente sofria de uma rara doença congênita – o que foi atestado no nascimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

motorista uber atende mãe aflita roupas bebê

Henry nasceu no Hospital Infantil Johns Hopkins e está sob os cuidados da equipe pediátrica.

“A hérnia diafragmática congênita é um buraco no diafragma que permite que os órgãos desta região se movam para a cavidade torácica. Como resultado disso, os pulmões são demasiadamente pressionados e ficam impedidos de crescerem saudáveis”, disse Nikki à Fox News.

“As enfermeiras disseram-me para não procurar no Google nada sobre a doença, porque sabiam que as taxas de sobrevivência não eram muito boas”, disse ela.

A mãe de Henry e sua avó voaram para a Flórida no final de agosto e se prepararam para o parto, que ocorreu no início de setembro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Há cerca de duas semanas, sem a mãe, que precisou voltar para casa, Nikki decidiu ir a uma loja de roupas infantis para comprar alguns enxovais para seu bebê.

Ela pediu uma carona pelo app da Uber e foi atendida pela motorista Belinda Smith.

No trajeto, Nikki desabafou sobre seu parto e a situação do filho. “Contei também sobre o meu dia ruim”, disse a jovem. “Naquela manhã, meu filho Henry passou por um procedimento bastante complexo e delicado, onde os médicos conseguiram fazê-lo respirar sozinho sem a ajuda de uma máquina.”

motorista uber atende mãe aflita roupas bebê

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apoio à mamãe

“Me abri sobre as coisas que estavam acontecendo naqueles últimos meses e chorei muito”, continuou.

Belinda apenas ouviu e prestou apoio, demonstrando compreensão e sensibilidade com a jovem mãe. “Pensei comigo mesma: ‘Nossa, esse é o primeiro filho dela e ela está passando por tudo isso’. É tão triste ”, disse a motorista, que mora em Largo, na Flórida, que fica a cerca de 16 quilômetros do hospital onde Henry está internado.

Ao chegar na loja, Nikki se despediu e entrou para comprar algumas roupas para seu bebê de um mês de vida. No entanto, dez minutos depois, Belinda apareceu de novo e ofereceu companhia, dizendo que Nikki não deveria fazer compras sozinha.

Leia também:

“Então começamos a escolher roupas de bebê. Foi muito divertido”, disse a jovem.

Belinda separou todas as roupas que Nikki escolheu e, sem alarde, foi até o caixa pagar por cada uma delas.

“Ela me deu um abraço e começou a chorar”, disse a motorista. “Eu queria chorar também. Honestamente, fiquei feliz em fazer algo legal por ela, porque ela estava tendo um dia muito difícil.”

“Foi incrível, eu fiquei tipo: ‘você está falando sério?’ Eu não esperava nada. Eu só precisava contar a alguém o que estava acontecendo, e lá estava ela – porém mais do que isso, ela se ofereceu para me acompanhar na loja e ainda pagou as roupas. Foi incrível”, disse Nikki. “Definitivamente, iluminou o meu dia, porque eu  não estava com disposição para ir às compras, e ela tornou isso muito divertido.”

As duas se abraçaram uma última vez e trocaram informações de contato.

motorista uber atende mãe aflita roupas bebê

Alguns dias depois, Nikki apresentou Belinda ao pequeno Henry durante uma visita ao hospital. “Ele é um menino tão bonito e forte… é o super-herói dela.”

O pequeno deve ficar pelo menos mais três meses no hospital. Sua mãe está otimista e já planeja viajar com o filho para o Disney World, com a companhia de Belinda.

“Eu realmente acredito que as pessoas precisam ter mais amor em seus corações, como ela teve comigo. Você nunca sabe o que as outras pessoas estão passando. É preciso se colocar no lugar do outro. Agradeço a ela por isso”, concluiu a jovem.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Fox News/Fotos: Arquivo pessoal/Nikki Ihus

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,810,195SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cavalo leva comida para a amada e a beija depois

O vídeo do cavalo “T”, que aparece levando comida para namorada Layla, mostra que no reino animal, com o perdão do trocadilho, também existe...

Crianças respondem quem elas acham que é a mulher mais bonita do mundo

Se você também ama sua mãe e quer ver esse vídeo, se prepare, pois no mínimo, um “cisco” vai cair no seu olho. Trata-se...

Ensaio fotográfico registra adolescentes trans que estão passando por transição

O site Mashable organizou um ensaio fotográfico estrelado apenas por adolescentes trans que vivem nos Estados Unidos em processo de transformação. O objetivo da série é que cada...

Projeto Menu Sustentável incentiva comida saudável e combate ao desperdício

Entre 25/08 e 07/09, a população de São Paulo e de Brasília poderá saborear receitas criadas especialmente para a segunda edição do Menu Sustentável, que...

Após apelo de mãe, empresa promete enviar para menino autista biscoitos que saíram de linha

Essa é mais uma ação daquelas fofinhas de empresas que entendem a particularidade de crianças com autismo que consomem algum dos seus produtos. Marco Antônio,...

Instagram

Motorista da Uber acolhe mãe aflita e compra roupas para seu bebê doente 2