Mães escolhem música para o nascimento dos filhos em Olinda

Clique e ouça:

O nascimento de uma criança é a experiência mais marcante da vida dos pais e do próprio bebê. É o primeiro contato do bebê com o mundo externo. Agora, imagina se cada mãe escolhesse uma música para a chegada do seu filho ao mundo? Em Olinda, o médico Roberto Santa Cruz, de 29 anos, realiza partos assim, com trilha sonora à escolha da gestante.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A maternidade do hospital Tricentenário nunca mais foi a mesma após a entrada do doutor, formado pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), em agosto de 2016. Após os estudos, ele ingressou em uma escola de música, onde estuda canto e ukulele, e começou a pensar que a melodia poderia sim fazer parte de sua jornada de trabalho. Desta maneira surgiu a pergunta que virou rotina: “com qual música você quer que seu filho chegue ao mundo?”.

As mamães ficam surpresas com a questão, mas todos embarcam no mesmo ritmo e dançam conforme a música, que vai de Frank Sinatra a Wesley Safadão. As pacientes, por vezes, só mexem os dedinhos devido a anestesia, mas definitivamente aprovam a “recomendação médica” e se veem mais relaxadas para dar à luz.

O médico com um quê de artista também passou a levar para o expediente seu ukulele, instrumento tipicamente havaiano, com nome que significa “pulga saltitante”. O som alegre que sai de suas cordas acompanha a cantoria ao vivo de Beto, como prefere ser chamado, durante os atendimentos do setor de pediatria das UPAs São Lourenço da Mata e do Ibura, periferia da capital pernambucana.

A postura do profissional se difere dos demais da área. Não possui a palavra “doutor” escrita no jaleco, nem no carimbo, pois acredita que o termo o colocaria como superior aos colegas de trabalho e aos pacientes, coisa que, segundo o próprio, diz não ser. Seu objetivo na pediatria é fazer mais para as crianças, e como elas adoram música, este é o caminho que encontrou para ser um ponto fora da curva e um profissional melhor.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em um dia de trabalho, ele estava reunido com colegas durante o plantão de neonatologia e “fazendo um som” no intervalo. Foi abordado pela cantora popular Gabriela Stephanie Ribeiro, que aguardava a chegada da filha Rebecca há seis horas. Os dois então fizeram uma dupla improvisada, cantando a música “Trem Bala”, de Ana Vilela. A apresentação, intitulada “Beto & Tefinha”, foi filmada e viralizou nas redes sociais.

nascimento filho

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,076,276FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,572SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário? Esta situação, hipotética para muitos, aconteceu com um garoto tailandês....

Após 8 anos presos em gaiolas, leões de circo são resgatados e pisam na grama pela primeira vez

Não é de hoje que percebemos uma mudança radical nos cuidados aos animais de circo. O público tem cobrado mais responsabilidade com espaço, alimentação...

Depois da formatura, ela foi até o trabalho de seu pai, que é pedreiro, para agradecê-lo

Se tem uma coisa que a paraguaia Yudit Romero reconhece é o sacrifício que o pai fez para lhe dar a melhor educação possível. Don...

Instagram

Mães escolhem música para o nascimento dos filhos em Olinda 13