Manicure orgulhosa da sua humilde casa viraliza no Tik Tok e internautas criam vaquinha

Você já agradeceu pelas coisas que tem hoje? A manicure Rosy agradece todos os dias por dormir e acordar na humilde casinha que ela batalhou muito para ter.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Rosy é tão incrível, que resolvemos criar uma vaquinha na VOAA para ela terminar a construção da sua casinha: faltam as portas, janelas, piso e o reboco das paredes. Quando chove, a casa vira aquela “piscina”. Clique aqui e contribua.

Rosy é dessas pessoas que a gente mal conhece, mas se encanta logo de cara, sabe? Eu AMO!  Ela ficou conhecida por esse jeito simples e alegre de lidar com as dificuldades da vida em seus vídeos inspiradores do Tik Tok.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes) em


“Não tenho guarda-roupa, minha pia está quebrada. Tudo que tenho é de doações dos meus seguidores”, informou a tiktoker que possui mais de 900 mil seguidores na rede social.

Desempregada, Rosy mora com o marido, o pedreiro Givaldo, e dois filhos, um de 12 e outro de 14 anos, em São José (SC).

Vaquinha para finalizar obra da casa da Rosy, seu maior orgulho na vida. Clique aqui e contribua.

Desempregada há anos, Rosy trabalha como manicure

Essa guerreira está desempregada há anos. Hoje, ela consegue dividir as contas da casa com o marido trabalhando como manicure.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Givaldo estava desempregado até pouco tempo atrás. Há poucos dias, conseguiu um trabalho. Nas horas vagas, o trabalho continua.

Ele faz tudo sozinho na obra da casa com o que ele e Josy conseguem juntar com o suor do trabalho dos dois, já que não podem pagar pelo serviço de um pedreiro.

casa sem reboco parede
Foto: Arquivo pessoal

pia cozinha casa humilde
Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pia cozinha casa humilde
Foto: Arquivo pessoal

beliche
Foto: Arquivo pessoal

Deixou terra natal e foi abandonada pelo ex-marido. “Comia pão que doavam”

Rosy deixou sua terrinha natal em Pernambuco há 14 anos para se mudar pro Rio de Janeiro com o primeiro marido, pai de seus dois filhos.

Quando os meninos ainda eram pequenos, ela foi abandonada pelo ex-marido, passando inúmeras dificuldades: fome, inclusive.

Vaquinha para finalizar obra da casa da Rosy, seu maior orgulho na vida. Clique aqui e contribua.

“Tentava bico com faxina para não passar fome, porque não tenho estudo e tinha dificuldade de conseguir emprego”, lembra.

Rosy sonha reencontrar a mãe que está doente e que não vê há 14 anos

Com a vaquinha, Rosy também poderá realizar esse sonho!

print post instagram
Print: Reprodução/Instagram @rose_silva78

Vamos ajudar essa querida e sua família?! Clique aqui e contribua.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Agentes de trânsito ajudam idosa de 86 anos a reencontrar família após ela se perder na rua

Uma história que poderia ter tido um final triste não poderia ter acabado de um jeito mais surpreendente! 🙏 Na tarde de quinta-feira (29), uma...

Pai amoroso faz com que sua filha gótica se sinta em casa num comovente comercial

Este vídeo é um comercial viral da Hornbach, uma loja alemã de móveis e equipamentos para casa com o conceito DYI (Do It Yourself ),...

Filha de produtores de banana que estudava de madrugada é aprovada em Medicina

Noemi Röder, 18 anos, foi aprovada no curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul. A estudante...

Homem salva criança distraída com celular de ser atingida por um taco de baseball

Já falamos sobre a importância de viver o momento, e deixar um pouco o celular de lado. Mas nesse caso que aconteceu, a importância de...

Menina desafiou Carteira em jogo da velha e agora as duas se divertem diariamente durante a quarentena

Julia Hughes, de 11 anos, queria uma forma de quebrar o tédio da quarentena. Um dia, ela teve a ideia de desafiar a carteira...

Instagram