Maqueiro que tranquilizou idosa vai ter a casa reformada pelos colegas do hospital

18
3692

Falamos aqui do dia em que o maqueiro Idelmar Pereira dos Santos (56), o “Farofa”, pegou uma paciente idoso no colo que estava sentindo fortes dores e cantou para acalmá-la.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história viralizou na web depois que a foto tirada pela Ingrid Velame foi publicada no seu Facebook. Até o momento, o post foi compartilhado mais de 87 mil vezes e recebeu dezenas de comentários de pessoas parabenizando a atitude do maqueiro.

Como forma de reconhecimento da pessoa e do profissional maravilhoso que é, os funcionários do hospital público Professor Eládio Lasserre decidiram reformar sua casa.

O anúncio foi feito pelo diretor do hospital, Marco Antonio Andrade, em entrevista ao Domingão do Faustão, da TV Globo.

“Resolvemos com toda equipe aqui, nos mobilizarmos e vamos dar um presente a você que é a reforma da sua casa. Acho que você merece isso pelo que tem feito ao longo desses 15 anos de trabalho e por seu um exemplo para todo mundo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O maqueiro mora em uma casa simples, que não tem nem cama. Idelmar e o filho dormem em colchões espalhados no chão. Farofa trabalha em dois hospitais: 12 horas em cada para sustentar a família.

maqueiro-casa-close

“Eu trabalho em dois lugares para dar uma educação para o meu filho… Eu pago colégio para ele ter um preparo melhor, para chegar até um vestibular, pra chegar a um setor melhor na vida”, disse.

Ele ficou extremamente emocionado com a notícia de que os colegas do hospital vão reformar sua casa!

farofa3 farofa farofa2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações do Só Notícia Boa / Montagem da Capa: Só Notícia Boa / Imagens: GloboPlay

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

18 COMENTÁRIOS

    • Provavelmente escala de 12×36 como grande parte dos profissionais da saúde hospitalar, ou seja, se tivesse apenas um emprego trabalharia 12hs em dias alternados, mas como tem 2 trabalha todos os dias 12hs.

    • Oi Andrea, tudo bem? Peço desculpas em nome da equipe do site por não termos colocado o Só Notícia Boa como referência da notícia. Já notifiquei a equipe sobre o ocorrido e eles tomarão mais cuidado das próximas vezes ok? Aliás, parabéns pelo trabalho que vocês fazem. Abraços, Vicente

      • Isto acontece bastante Andrea. Pena que colocam o crédito apenas no final. O mais correto seria colocar sempre no início os créditos.

  1. Mensagem: não reclame das péssimas condições de trabalho, nem do salário baixo, siga sendo explorado e feliz. Mais: sempre que puder faça algo além daquilo que é sua atribuição, porque um dia há uma chance remotíssima de que você receba alguma retribuição por isso.

    • Não é isso Welton, veja, a gente pode lutar por melhores condições, batalhar duro pra ser reconhecido como trabalhador sem perder a compaixão pelo outro, sem esquecer que “do lado de cá” somos todos trabalhadores. Ele foi gente! Só tudo isso! Continuar humano também é um ato de resistência!

      • Concordo, mas falo da reportagem, de vender a ideia da “recompensa”

  2. chora Brasil, um trabalhador tem dois empregos e não tem sequer colchões porque está a pagar colégio para o filho. Que país é este em que a escola pública não funciona? Em que o SUS não funciona? E agora o interino que está na presidência ainda vai implementar políticas de austeridade para emagrecer a saúde e a educação? O Brasil à caminho de voltar a ser um estado colonial!

Comments are closed.