Maquiadora com Parkinson cria linha de cosméticos para pessoas com a mesma doença

Dez anos atrás, enquanto trabalhava em um ensaio fotográfico, a maquiadora Terri Bryant notou que seu corpo estava se comportando de uma maneira “estranha”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aflita, a profissional, que já atuava no ramo há uma década, demorou bem mais do que o habitual para terminar a maquiagem de uma modelo.

“Eu não sabia o porquê, mas meio que o ignorei, e coisas semelhantes estavam acontecendo [ao meu corpo] ao longo do caminho”, conta para a Allure.

Maquiadora lança linha cosméticos pessoas parkinson
A maquiadora norte-americana Terri Bryant. Foto: Reprodução/Instagram @guidebeautycosmetics

Em 2015, Terri foi diagnosticada com o mal de Parkinson, um distúrbio do sistema nervoso central que afeta o movimento, muitas vezes incluindo tremores e perda de equilíbrio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao receber o diagnóstico, a maquiadora pensou que iria perder a capacidade de fazer aquilo que mais amava: maquiar outras pessoas.

O baque exigiu que Terri se reinventasse, ao mesmo tempo em que inspirou ela a desenvolver, por conta própria, ferramentas mais estáveis e ergonômicas para amenizar seus tremores.

Suas invenções foram a base de criação de sua própria marca de cosméticos, a Guide Beauty, especialista em produtos para pessoas que sofrem com o mal de Parkinson.

Maquiadora lança linha cosméticos pessoas parkinson
Foto: Reprodução/Instagram @guidebeautycosmetics

A nova linha, lançada no dia 25 de fevereiro, conta com quatro produtos: um gel para sobrancelhas, um rímel, um delineador em gel e uma ferramenta para aplicar esse delineador.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O diferencial aqui é a embalagem, como no caso do delineador, que vem com tampa em forma de triângulo arrendondado, perfeito para o cliente segurar e controlar com precisão.

Maquiadora lança linha cosméticos pessoas parkinson
Foto: Reprodução/Instagram @guidebeautycosmetics

Outra coisa a se destacar é a universalidade dos produtos da Guide Beauty: ideal para pessoas que sofrem com o mal de Parkinson, e igualmente ideal para aqueles que não. Qualquer um pode usar! Os produtos estão disponíveis no site da marca.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por GUIDE BEAUTY (@guidebeautycosmetics) em

[Nota de Redação]

O seu Zezinho tem 68 anos e nunca foi à escola. Ele queria muito aprender o alfabeto e finalmente poder escrever o próprio nome. Gentil toda vida, uma professorinha de 9 anos começou a ensinar o vendedor de picolé a ler e escrever.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Revista Glamour

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,256,096SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pai recicla giz de cera que iriam pro lixo e doa para crianças em hospitais

Bryan Ware, um pai muito criativo de São Francisco, surgiu com uma excelente maneira de reutilizar sobras de giz de cera que são jogados fora por restaurantes e...

Campanha com padre Lancellotti já distribuiu mais de 500 cobertores e 1.400 meias para pessoas em situação de rua de SP

Nos últimos dias, entregamos 506 cobertores e 1428 pares de meia para a população de rua que vive no centro de São Paulo (SP). Isso...

Cãozinho que foi queimado por antiga dona chora ao ser adotado

Sebastian teve o corpo queimado e foi expulso da casa de sua antiga dona. Felizmente, ele foi resgatado e vai ganhar da sua nova dona todo o amor que ele merece!

‘Gepeto’ da vida real constrói brinquedos de madeira para crianças carentes

Seu Etelvino passou semanas produzindo carrinhos de madeira para as crianças da comunidade Chico Mendes, em Florianópolis.

Psicóloga oferece atendimento gratuito em praça de Piracicaba (SP)

Mais do que "atender", a psicóloga acolhe pessoas que nunca se consultaram com um profissional da área, seja pela falta de dinheiro ou pela burocracia do sistema público de saúde.

Instagram