Marca gaúcha lança camisetas e tênis feitos com ‘papel’

Clique e ouça:

A empresa gaúcha Dobra lançou coleções de camisetas e tênis produzidos com ‘papel’. Quer dizer, o material tem a aparência e espessura de uma folha papel, porém mais resistente à água e não rasga.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Criada em 2013, o primeiro produto da marca são carteiras feitas com o mesmo material dos novos produtos: uma fibra leve que é utilizada, inclusive, pela NASA, a agência espacial norte-americana, diz a empresa no seu site.

A produção dos três produtos é feita de forma artesanal e sob encomenda. É que a Dobra não possui estoque, os produtos são fabricados depois da compra, para não causar danos ao meio ambiente e evitar o desperdício de matéria-prima.

[dobranacopa]⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ o campeonato tão esperado está chegando! 32 seleções, 32 estampas de dobra. bora participar com muito amor e respeito, por todos times, nações e raças. que seja um momento de troca muito massa pra todo mundo 💛 #dobranacopa ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #querodobra #collab #designbrasileiro #sustainablefashion #recycle #handmade

Uma publicação compartilhada por dobra (@querodobra) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Queremos que o desperdício seja zero em toda a cadeia dos nossos produtos, por isso levamos muito a sério o design das embalagens. Além disso, desejamos que o cliente tenha a experiência da Dobra para além do produto que compra conosco”, afirma Eduardo Hommerding, um dos sócios da empresa.

Um diferencial das camisetas são os bolsas frontais “trocáveis”. É possível ter diversas estampas, elaboradas por artistas de todo o Brasil, que ganham parte do lucro, trocando o bolso, feito do mesmo material que as carteiras, quando quiser. As camisetas são de algodão, nas cores branca ou preta.

bolso que troca facinho. e não é de enfeite: é suuuuper resistente, pode levar o que quiser dentro 😉 na compra de uma camiseta dobra vc escolhe dois bolsinhos de presente, pra trocar a estampa de acordo com seu humor. ou dos os amigos que estiverem em volta pra trocar junto 🙂 . do que é feito? as camisetas têm base feita com Velcro original, super resistente e durável. são fabricadas com um dos melhores tecidos do mercado 100% algodão, super macia e gostosa de usar. os moldes foram feitos do zero: compridinha no ponto certo, mangas menores e gola mais larga. os bolsinhos são feitos do mesmo material que a carteira, o tyvek, que parece papel mas é bem mais resistente. as estampas são criações de vários artistas do país que recebem parte do lucro das vendas. ou seja, cada bolso que vc escolhe gera valor e incentiva a arte independente. 💛 . . . #querodobra #collab #designbrasileiro #sustainablefashion #recycle #handmade

Uma publicação compartilhada por dobra (@querodobra) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já o tênis também chama a atenção em alguns pontos: a parte externa também é produzida com o material reciclável das carteiras, enquanto o cadarço e a parte do forro são de garrafas PET recicladas e a sola é feita em PVC 100% reciclável.

a inovação começa na produção. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ao contrário do que estamos acostumados a ver por aí, o tênis da dobra só é produzido depois que vc escolheu. é isso aí: cada um é feito especialmente pra quem comprou. 💛⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ quer saber mais sobre o tênis de papel? fica ligadx que durante essa semana vamos postar vídeos pra mostrar tudinho 🙂 #dobratenis ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #querodobra #collab #designbrasileiro #sustainablefashion #recycle #handmade

Uma publicação compartilhada por dobra (@querodobra) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fora do setor de produção, a Dobra adota uma política de remuneração que desperta curiosidade e serve de inspiração para outros negócios. Pega a visão: dos sócios-fundadores até o mais novo contratado, todos os colaboradores ganham o mesmo salário e o mesmo percentual de vendas‼

a dobra faz parte do fashion revolution 💛 . #fashionrevolution é um movimento que busca a mudança através da celebração dos envolvidos na criação de um futuro mais sustentável na indústria através da transparência. é pra que vc se pergunte: “quem fez minhas roupas?” pra que vc pense sobre as etapas do processo dos produtos que vc consome, das roupas que usa. pra que entenda que buscar produtos mais baratos, apenas, pode vir junto com muita exploração. aqui na dobra buscamos a sustentabilidade e valorização em todas os níveis da produção. por isso vamos participar do fashion revolution day, de forma ainda mais participativa dessa vez. estaremos na Universidade Feevale amanhã para um bate-papo super bacana. . 👉 o quê? bate papo fashion com dudu e gui da dobra, além de dallen fragoso da tag de lux 👉 quando? 24/4 – terça-feira às 9h30min 👉 onde? universidade Feevale – prédio arenito, sala 201 . nós somos a revolução. nós somos designers, produtores, makers, trabalhadores e consumidores. nós somos acadêmicos, escritores, líderes de negócio, marcas, fornecedores, uniões de troca e criadores de políticas. nós somos a indústria e o público. nós somos cidadãos do mundo. nós somos um movimento e uma comunidade. nós somos você. nós amamos moda. mas nós não queremos que nossas roupas explorem pessoas ou destruam o planeta. nós exigimos mudança radical e revolucionária. (texto retirado e traduzido do fashion revolution manifesto) . . . #querodobra #collab #designbrasileiro #sustainablefashion #recycle #handmade #fashionrev

Uma publicação compartilhada por dobra (@querodobra) em

Além do mais, os fornecedores de matéria-prima são do município de Montenegro, a 61 km de Porto Alegre, onde está localizada a fábrica da empresa.

‘Moda de Papel’ + Responsabilidade Social

Para cada produto (carteira, camiseta e tênis) vendido dentro do seu portfolio, a empresa doa 1 real para seu fundo de ações sociais: o Dobra+1.

A primeira ação envolve a reforma de uma escola que teve sua estrutura danificada pelas fortes chuvas que caíram na região no ano passado.

Os estudantes da escola, com idades entre 6 e 16 anos, desenharam estampas para carteirinhas que estarão disponíveis no site da Dobra durante seis meses. O lucro das vendas será revertido para a reforma do colégio. 🖍🖍

Confira as fotos do dia:

dobra papel reforma escola
Foto: Eduardo Hommerding

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

dobra papel reforma escola
Foto: Ana Clara Shcüler

Leia também!

Paraisópolis ganhou uma escola de moda gratuita em parceria com a USP

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,072,584FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,228SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Desconhecidos dão vida nova a idoso que recebeu arroz com ração de cachorro para comer

A história de seu José Adan começou triste, mas terminou muito feliz. Ele é um senhor idoso que vive em situação de rua e...

Internautas impedem falência de camisaria de idoso e vaquinha arrecada mais de R$50 mil em menos de 24h

Genteee, conseguimos! Batemos a meta da vaquinha pro Seu Pedroso não perder sua pequena camisaria, que ele tem há 75 anos. A história do vovô...

Yaci e Yara, filhas de quilombolas, são capa da Marie Claire

Dona Maria Santana deve estar orgulhosa, afinal, suas duas filhas gêmeas, Yaci e Yara, estão conquistando o mundo da moda com sua beleza estonteante...

Após vídeo viralizar, idoso recebe apoio de desconhecidos para salvar sua camisaria em SP

Apenas seis! Essa é a quantidade de camisas que o seu Odiney Pedroso, um senhorzinho prestes a completar 90 anos, vendeu desde o início...

Em apenas 24h, vaquinha para menino que cuida sozinho da mãe doente arrecada mais de R$277 mil

Genteeee, que alegria! Em menos de 24h, batemos a meta da vaquinha para comprar uma casa para o menino José, 15 anos, a mãe...

Instagram

Marca gaúcha lança camisetas e tênis feitos com ‘papel’ 13