Mary Jackson, diarista e ex-animadora do ‘Domingão do Faustão’, entra na faculdade aos 59 anos

Ao longo de três décadas, Maria José Gomes foi a animadora de plateia do “Domingão do Faustão”, onde ganhou o apelido de ‘Mary Jackson’ do próprio apresentador.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para fazer jus ao nome, ganhou de Faustão a famosa roupa que usava na atração e recebia de uma agência de figuração, que prestava serviços para a TV Globo, um cachê de R$ 110 por programa.

No dia a dia, Mary trabalha como diarista três vezes por semana no Rio de Janeiro e tira uma renda de R$ 1.600 mensais para pagar aluguel e as despesas do mês.

mary jackson ex-animadora faustão entra na faculdade

“Não ia só pelo dinheiro. A gente também tem que fazer as coisas com amor. Através do programa, meu sonho de trabalhar na televisão foi realizado. O Faustão é uma pessoa maravilhosa. Através dele, o Brasil inteiro me conhece, porque ele conhece a humildade das pessoas. Não tenho do que me queixar, só agradecer muito a Deus pela ajuda que ele me deu me dando a oportunidade de imitar o Michael Jackson“, diz Mary, de 59 anos, revelando sua reação com o fim do “Domingão”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Entrei em choque e até cheguei a chorar. Nem tive tempo de me despedir. Gostaria de reencontrar o Faustão, dar um abraço e dizer o quanto eu gosto dele“.

A carioca é solteira, não tem filhos e vive sozinha numa casa simples em Curicica, na Zona Oeste do Rio. Com o fim do Domingão, ela espera receber convites para fazer eventos, principalmente para crianças.

“Quero continuar trabalhando para ter minha casa própria um dia”.

A diarista trabalha bastante para alcançar o objetivo: no mês passado, ingressou no curso de Letras/Português numa faculdade particular.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mary deseja “falar corretamente” nas entrevistas, e tem feito aula de canto, seguindo conselhos que ouviu do “ex-patrão”.

“O Faustão sempre falava sobre o ‘alongamento do cérebro’. Ele quer que você cresça naquilo que a gente faz. Pelas palavras que ele falava com os artistas que passavam por lá, eu entendia que aquilo servia para mim também como conselho: que eu deveria estudar e ser alguém no mundo da arte. E é o que eu estou fazendo agora”.

Fonte: F5 Folha
Fotos: Reprodução / TV Globo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,857,801SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal com debilidades cuidam um do outro

Ahmad e Fatima, são um casal jovem que, embora Ahmad não tenha braços e Fatima não tenha pernas, cuidam um do outro com muito...

Óticas Carol disponibiliza óculos de grau por 49 reais para crianças de escola pública

Toda criança tem o direito de enxergar o mundo mais bonito.

Dois amigos australianos transformam própria van em lavanderia móvel para moradores de rua

Orange Sky Laundry é a primeira lavanderia móvel da Austrália dedicada exclusivamente aos desabrigados. O projeto social foi criado por dois jovens de 20 anos,...

Marca de roupa baiana faz lindo ensaio com crianças pretas da periferia de Salvador e cria vaquinha para fabricação de bonecas

"Você já teve uma boneca preta?" E foi de uma forma simples e forte que a marca de roupa baiana Dugueto lançou nesta segunda...

Projeto ‘Adote Um Aluno’ dá aulas gratuitas em 6 praças do RJ

Projeto que leva aulas gratuitas de diversas disciplinas a praças públicas, há pouco mais de um ano, já conta com 60 professores voluntários e quase 400 alunos cadastrados.

Instagram