Medalhas com guizos possibilitam que atletas paralímpicos possam escutá-las

As Paralimpíadas Rio 2016 estão emocionantes e extremamente vibrantes com o tanto de gente reunida para torcer na Cidade Olímpica. Agora uma novidade que deixou todo mundo curioso foi quando os atletas com deficiência visual começaram a chacoalhar suas medalhas no pódio. O motivo? Pela primeira vez, eles podem diferenciá-las através do som.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Friedemann Vogel / Getty Images
A neozelandesa Mary Fisher ouvindo sua medalha de ouro dos 100ms nado costa.

A produção de 5 mil medalhas com a deusa da vitória Nike estampada inclui a inscrição “Rio 2016 Paralympic Games” em braile e, através de um gesto simples, permite que os atletas cegos possam descobrir o prêmio que têm em mãos: ouro, prata ou bronze.

Foto: Buda Mendes / Getty Images
A nadadora Amy Marren, da Grã-Bretanha, sente a medalha de bronze. 

O som é emitido por meio de bolinhas de metal (guizos), que, de acordo com a quantidade, revela qual é o material da medalha. A de ouro, por exemplo, carrega 28 pequenas esferas em seu interior, enquanto a de prata tem 20 e a de bronze, 18. A sensação de vitória e descoberta do que se tem em mãos certamente traz encantamento para quem chegou ao pódio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O nadador brasileiro Matheus Souza curtindo o som de sua medalha de bronze. Foto: Buda Mendes / Getty Images
O nadador brasileiro Matheus Souza curtindo o som de sua medalha de bronze. 

Os métodos de inclusão ficam mais ricos com a chegada dessa experiência sensorial, que consegue emocionar ainda mais os vencedores das provas como atletismo, natação e vela. Delicada e ao mesmo tempo extremamente simbólica, a iniciativa da organização da Rio-2016 merece uma medalha de ouro.

Este aí em cima é o nadador Bradley Snyder ouvindo a medalha de ouro.
Este aí em cima é o nadador Bradley Snyder ouvindo a medalha de ouro.

O vídeo abaixo mostra o processo de produção das medalhas que “falam”. Olha só:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

14305461_10154572790299216_5585123601662759332_o

Sabia que você pode ajudar a monitorar sintomas de doenças diariamente e com isso ajudar na prevenção, tratamento e mapeamento de casos de uma região? O app Guardiões da Saúde te auxilia nisso, conheça aqui.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,844,630SeguidoresSeguir
24,858SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mexicano desenvolve cimento que brilha para substituir iluminação nas estradas

Desenvolvido pelo pesquisador e PhD. José Carlos Rubio, da Universidade de Michoacan de San Nicolas Hidalgo, no México, o “cimento brilhante” é uma alternativa...

Idosa que teve vida modesta morre e deixa R$ 63 milhões para a caridade

Uma idosa de 87 anos, que sempre levou uma vida simples, deixou uma fortuna de US$ 14 milhões (R$ 63 milhões) e doou tudo...

Livro ‘Viagem Amazônica’ conscientiza crianças sobre desmatamento ilegal na Amazônia

A alta do desmatamento da Amazônia Legal demonstra a importância de conscientizar desde cedo as crianças sobre o que vem acontecendo na floresta.

Menino que foi denunciado por vender água recebe apoio de internautas e vaquinha bate R$ 82 mil

E conseguimos mais uma vez! O Gabriel vendia água na rua para ajudar no sustento da família, em Mossoró (RN). Só que alguém o...

Bilionário doa fortuna para construção de hospital público para animais de rua

A Unidade de Saúde Animal Victória foi inaugurada no sábado (24), na Grande Porto Alegre, RS.

Instagram

Medalhas com guizos possibilitam que atletas paralímpicos possam escutá-las 3