Médica cria projeto para distribuir coletores menstruais a nigerianas que vivem em condições insalubres

Em alguns lugares da Nigéria, a menstruação é considerada uma impureza. Isso faz com que mulheres sejam, praticamente, excluídas de tudo durante o seu ciclo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A médica Nkasi Obim Nebo e a ONG PeachAid Medical Initiative resolveram mudar essa realidade. A situação dessas mulheres chegou até nós pela jornalista Thainá Prado que escutou essas mulheres no filme Sangue Sagrado.

Agora elas precisam de apoio financeiro para distribuir coletores menstruais e ajudar mulheres a cuidarem da saúde dos seus corpos. Lançamos a vaquinha na VOAA para a ONG comprar e distribuir coletores menstruais. Faça a sua contribuição clicando aqui!

Documentário relata experiências da mulher nigeriana com a menstruação

Conhecemos mais da situação das mulheres nigerianas através da jornalista Thainá Prado, que lançou recentemente, o documentário Sangue Sagrado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Thainá embarcou na cultura nigeriana para entender melhor como essas mulheres se sentem e como é a relação delas com o tabu da menstruação.

Mulheres são ensinadas que menstruação é doença

É isso mesmo gente, para a cultura do país, a menstruação é uma doença e muitas mulheres são educadas a pensar dessa forma.

A médica Nkasi Obim Nebo vem trabalhando para quebrar esse mito, ensinando mulheres de comunidades rurais mais afastadas ou que são vítimas de ataques do grupo terrorista Boko Haram.

Ela fala sobre os cuidados durante a menstruação, saúde sexual, cuidados ginecológicos e até igualdade de gêneros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

educação sobre saúde da mulher
Aula sobre ciclo menstrual. Reprodução: Thainá Prado

A vaquinha vai ajudar a a médica Nkasi Obim Nebo e a ONG PeachAid Medical Initiative a manterem as aulas de conscientização e a distribuição de coletores! Faça a sua contribuição!

A situação dessas mulheres é tão precária, gente, que elas são submetidas a coisas como, ficar sentada por 4 horas em um balde cheio de areia ou serem proibidas de ficarem com o marido e os filhos durante o ciclo.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por VOAA – a vaquinha do Razōes (@voaa_vaquinhadorazoes) em

Algumas histórias que são contadas, mostram que mulheres nigerianas muitas vezes colocam a saúde em risco, usando folhas na calcinha, para conter a menstruação ou, até mesmo, reutilizando tampões.

mulher segurando um coletor menstrualAs nigerianas precisam da nossa ajuda! Clique aqui para contribuir com a vaquinha!

 

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,092,098SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Essa senhora não pôde ter filhos e sua amiga a presenteou com a coisa mais linda do mundo!

De surpresa, a amiga de Edenilde a convidou para participar do seu ultrassom e ouvir, pela primeira vez na sua vida, o coração de um bebê bater dentro da barriga da mãe.

Adolescente cria touca que reduz queda de cabelo de pacientes com câncer

A ideia de Maria Eduarda é fantástica e pode ajudar a solucionar um dos grandes dramas das pessoas que sofrem com câncer. Ela criou...

Com simples gesto de empatia, senhora garante segurança de todos em trem no Canadá

Um pouquinho de compaixão pode ter um impacto enorme. Há duas semanas, Ehab Taha, um canadense de 26 anos, estava no transporte público na região metropolitana...

Fotógrafo mostra adolescentes LGBTs que não tem medo de serem quem são

O fotógrafo Michael Sharkey, radicado em Nova York, criou o projeto Queer Kids, que consiste em fotografar e coletar depoimentos de jovens LGBT dos...

Gari com baixa autoestima ganha transformação ‘babadeira’

“Pessoal ficou ‘passado’, disse que eu fiquei muito linda!”

Instagram

Médica cria projeto para distribuir coletores menstruais a nigerianas que vivem em condições insalubres 3