Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital

Wang Falin, um médico chinês aposentado de 80 anos, ajudou um morador de rua, de sobrenome Wang, que estava deitado na rua por conta de uma forte dor reumática, através da medicina tradicional chinesa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo o médico, o sem-teto vive em uma aldeia de Heyang e perdeu todo o dinheiro que tinha. Um dia, ele acordou e não conseguiu se mexer.

A sua sorte foi que um homem o levou para o hospital de Xi’na, para medicá-lo. Contudo, ele não conseguia pagar nem a própria refeição e, quando saiu do hospital, foi morar na rua.

Moradores locais ficaram sabendo da sua história e passaram a ajudá-lo da forma como podiam.

Graças ao doutor Wang Falin suas dores foram aliviadas e agora ele já consegue se levantar e andar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital 3

Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital 4

Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital 5

Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital 6

Com informações do techmestre

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem que perdeu emprego e passou a morar na rua consegue um novo lar após vaquinha da VOAA

A gente sempre se emociona com finais como o do Bruno. Ele perdeu o emprego durante a pandemia e, sem condições de pagar o...

Dia mundial de combate à Aids: internautas criam vaquinha para ajudar pessoas com HIV

No dia, 1/12, vários países comemoram o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Essa é uma data voltada para a conscientização sobre a...

Estudante vende palha italiana na Paulista para cursar medicina em Harvard

“Eu ouvia a palavra Harvard nos filmes, mas pensava: ‘será que um dia eu vou tá lá’ e hoje tenho a chance de ir”, diz o estudante.

Nova rede social conecta pessoas com deficiência para ampliar interação e troca de informações

Segundo a ONU, existem cerca de 1 bilhão de pessoas com algum tipo de deficiência no mundo. Muitas vezes, elas utilizam fóruns na internet...

Instagram

Médico chinês socorre morador de rua sem dinheiro para pagar tratamento em hospital 7