Médico coleta lacres de alumínio para alimentar crianças humildes

O médico Bruno Pompeu Marques, de Santos (SP), compra leite e outros alimentos para crianças atendidas por instituições beneficentes com o dinheiro que junta vendendo lacres de alumínio e tampas plásticas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele criou uma rede de apoio no WhatsApp que não para de crescer. O grupo chamado ‘Captação e Catação’ tem cerca de 100 colaboradores. É a forma que o médico encontrou para aproximar pessoas interessadas em ajudar.

Lá, eles organizam a coleta do material, vendido em seguida para um estabelecimento que compra material reciclável.

médico coleta lacres alumínio alimentar crianças carentes

A campanha foi batizada de ‘Tampa Amiga’, segundo informações do site Boqnews. Vale lembrar que o grupo conta com pessoas que moram em outras cidades, como São Paulo e Araçatuba, no interior paulista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais de 631 quilos de lacres de alumínio e tampas plásticas já foram coletados. Nesse ritmo, Marques calcula chegar a uma tonelada de material retirado das ruas e praias antes do final do ano. “Meu carro vive cheio de tampas e lacres. Estou até pensando em comprar uma Kombi”, brinca Marques.

O médico consegue encontrar tempo entre o trabalho no Centro de Saúde Martins Fontes, pela manhã, e no seu consultório, no período da tarde, para recolher as doações. Não é difícil topar com ele nas ruas e praias de Santos recolhendo lacres e tampinhas, antes mesmo da coleta do caminhão de lixo reciclável.

“Consigo fazer isso nas horas vagas. O objetivo é ajudar as crianças e dar um destino melhor a esse lixo reciclável”, afirma ele

médico coleta lacres alumínio alimentar crianças carentes

Depois que recolhe o material, o médico os vende. Com o dinheiro recebido compra leite, farinha, açúcar e achocolatado para mais de 100 crianças de duas associações beneficentes. Só de leite foram doados quase 100 litros.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

médico coleta lacres alumínio alimentar crianças carentes

O projeto tem pontos de coleta no Colégio do Carmo, na Ponta da Praia, nas portarias do edifício Med Center (Rua Olinto Rodrigues Dantas, 343, na Encruzilhada) e no consultório do médico (Avenida Afonso Pena, 170, no Boqueirão).

É assim que o médico e dezenas de colaboradores ajuda a resolver dois problemas de uma só vez: o lixo nas ruas e praias e a falta de alimentos para crianças e famílias carentes da região. Quem quiser se juntar a essa corrente do bem basta acompanhar a página do médico no Facebook.

crédito das fotos: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

995,765FãsCurtir
1,923,438SeguidoresSeguir
9,397SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Magazine Luiza doa 1.000 colchões e travesseiros para moradores de rua em Belém (PA)

Desde o último sábado (21), o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, passou a receber centenas de pessoas em situação de rua da Região Metropolitana...

Após ver família comendo restos do lixo, homem abre restaurante para servir pessoas carentes

O dono de um restaurante em Vila Velha (ES) abriu seu estabelecimento para atender gratuitamente pessoas em situação de rua durante a pandemia de...

Angelina Jolie doa R$ 5 milhões para manter merenda de alunos durante quarentena

A atriz Angelina Jolie, 44 anos, doou US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) para manter a distribuição de merendas escolares para crianças de baixa...

Idosa de 87 anos confecciona máscaras de proteção para distribuir gratuitamente no MA

Sem conseguir encontrar máscaras de proteção, a professora, bióloga e engenheira civil Renatha Costa uniu forças com sua avó, dona Bernarda, 87 anos, para...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Instagram