Médico em Macapá receita bom humor em prontuário e cativa a internet

3
5574
bom humor

E se, em vez de remédios, seu médico te receitasse uma caixa de bom humor, aplicada no mínimo 10 vezes ao dia, durante 365 dias de todos os anos da vida. Juntamente com um vidro de humanidade, de uso contínuo?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi exatamente o que fez o médico recém-formado de Macapá, Andre Reis, de 26 anos, no dia de Natal. O sucesso do receituário foi tanto que até a página da prefeitura de Macapá compartilhou.

“Pensei que fosse ficar nisso, quando vi que alguns amigos curtiram a foto. Mas depois um amigo me marcou em uma postagem da prefeitura e vi que muitas pessoas começaram a compartilhar. Foi bem divertido”, diz em entrevista ao G1.

Escrito em um momento de descontração no plantão na Unidade de Saúde Lélio Silva, no bairro Buritizal, na Zona Sul de Macapá, o jovem médico  não imaginava a proporção que tomaria quando postou a foto na rede social.

“Pensei em algo clichê, porém esquecido pela rotina cansativa do dia-a-dia. O bom humor e a humanidade é algo que todos, independente da profissão, categoria, classe, gênero ou idade deveriam fazer”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Basicamente espero sempre ser feliz com o que estou fazendo e acredito que isso é a base pra motivação. De levantar todo dia, superar o cansaço e seguir em frente”, finaliza.

que tal bom humor?

Fonte: G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

3 COMENTÁRIOS

  1. Acho que médico ele não é. A letra é legível para qualquer alfabetizado. Uma caligrafia assim é improvável em um receituário médico.

    • É inaceitável que um médico “rabisque” ao prescrever uma receita. Até hoje, eu peço a qualquer médico que a reescreva quando não é legível. Eu e o farmacêutico não somos obrigados a adivinhar nenhum rabisco. Não saio do consultório se não for com um receita inteligível. ?

Comments are closed.