Um médico que tricota gorrinhos para os bebês que ele fez o parto

O médico norte-americano Robert Sansonetti faz algo que vai muito além de sua “função” de médico, algo que nenhuma mãe imagina ganhar, além do cuidado no acompanhamento da gravidez e na hora do parto, ele entrega gorrinhos feito por ele mesmo para todas as crianças que ele traz ao mundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história toda começou quando Robert comprou de presente de natal para os filhos o livro Hat Heads, que narra a história de um homem que distribui 50 gorros criados por ele para distribuir aos amigos, após isso então o médico teve a ideia de fazer esses mimos aos bebês que ajudava a nascer.

Melhores reações aos gorrinhos

A reação da primeira mãe que ele deu o gorro foi de tanta emoção que ele resolveu continuar com os presentes, que levam cerca de 4 horas para ficar pronto, e ele faz entre um intervalo e outro no hospital. Mais do que um mimo, o gorro é importante para manter a cabecinha do bebê aquecida, pois ele perde muito calor após o nascimento.

[UPDATE] Pelo grande sucesso do post, resolvemos atualizá-lo com novas fotos dos bebês, vejam:

photo-720703

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Recentemente fizemos um projeto em parceria com a Reserva Mini para ensinar futuros pais a aprender tricô:

photo-724535

photo-725141

photo-737215

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

photo-772077

photo-790284

bob1

bob2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

bob3

bob4

bob6

photo-761693

photo-790284

bob7

Como forma de agradecimento, os pais dão a Bob (apelido do médico) novelos de lãs para que ele continue a fazer os gorrinhos, formando assim uma corrente do bem para continuar um trabalho tão delicado.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,842,344SeguidoresSeguir
24,826SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Sobre contadores de histórias

Eu quebrei o dente quando, um dia na escola, vi minha mãe despontar no portão. Eu corri por uma ladeira íngreme e capotei rolando...

“Sou feminista e comprei um fogãozinho para minha filha”

Porque quero que ela brinque com suas panelinhas, com suas filhas de brinquedo, suas maquiagens coloridas, SE FOR O QUE ELA GOSTA.

Motorista da Uber socorre menina doente, leva-a ao hospital e não cobra corrida da mãe

"Ele é uma pessoa do bem, trabalhando na Uber para pagar o carro, sustentar a família”, afirma a mãe da criança.

Após ser vítima de racismo, jovem cria site para mapear a discriminação no Brasil

No site, os internautas podem denunciar todo tipo de discriminação, transformando as denúncias em estatísticas, além de oferecer suporte para a vítima.

Americano economiza por dois anos para comprar cadeira de rodas para amigo

Em vez de gastar as suadas economias em videogames ou roupas, Tanner Wilson resolveu fazer algo mais importante com o dinheiro: comprar uma cadeira...

Instagram

Um médico que tricota gorrinhos para os bebês que ele fez o parto 2