Gari resgata mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)


Gari cultiva mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)
PUBLICIDADE ANUNCIE

Responsável por um dos Pontos de Recebimento de Resíduos (PRR) de Teresina (PI), o gari Eduardo Alexandre da Silva, 59 anos, decidiu construir um jardim comunitário ao redor do local reaproveitando mudas de plantas e objetos de decoração descartados.

A ideia é harmonizar o ponto, que segundo ele, “tem a aparência de um lixão”.

Morador do bairro Dom Avelar, Eduardo exerce a profissão de gari há quase quatro décadas (desde que tinha 22 anos). Seu trabalho atualmente consiste em orientar a população sobre a correta utilização do depósito de resíduos.

O PRR retêm apenas móveis e entulhos de materiais de construção (não são aceitos resíduos domiciliares), além de restos de podas de árvores e mudas de plantas.

Ao ver as dezenas de mudinhas descartadas, Eduardo decidiu reaproveitá-las criando um jardim comunitário que foi surgindo aos poucos, conforme as mudas cresciam e prosperavam.

Gari cultiva mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)

“As pessoas que trabalham com jardins chegam e colocam a poda de árvores e trazem junto as plantas, eu vou regando, cuidando e assim criei o jardim, muita gente passa aqui e fica surpresa, muitos perguntam se aqui é uma floricultura, ficam encantadas com o lugar, acham bonito e importante o meu cuidado com meu ambiente de trabalho”, contou.

Leia também: Gari vai dar palestra para estudantes de arquitetura da Uerj

O gari cuida do jardim de maneira descompromissada e por vezes, improvisada. Para irrigar as plantas, ele conta com a ‘ajuda’ de um vazamento de um cano em um terreno ao lado.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Gari cultiva mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)

“O jardim é mantido por meio de um cano furado que tem em uma residência abandonada aqui ao lado, fiz uma poça de água e assim mantenho o jardim. Todo dia tiro as folhas secas, algum mato que nasce dentro dos jarros junto das plantas”, descreveu.

Orgulho do que faz

Com o que faz, Eduardo visa apenas contribuir para uma cidade melhor. “Gosto desse trabalho porque ajudo a manter a cidade limpa, acho lindo quando a gente limpa uma rua, tem muita gente que aplaude a gente e agradece o nosso trabalho”, disse.

Gari cultiva mudas de plantas descartadas e cria jardim comunitário em Teresina (PI)

Ao longo desses quase 40 anos trabalhando na limpeza da capital, Eduardo conseguiu criar seus três filhos.

Leia também: Gari defende TCC vestido com farda de trabalho: “Antes eu tinha vergonha, hoje tenho orgulho”

Uma delas é enfermeira pela Universidade Estadual do Piauí, motivo de muito orgulho, segundo ele. “Tenho três filhos, meus filhos trabalham, uma delas é enfermeira, se formou em uma universidade pública o que me deixa muito orgulhoso. Criei todos através do meu trabalho como gari, e se hoje perdesse esse trabalho, procuraria novamente trabalhar de gari, porque eu gosto, amo o que faço”, revelou.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: G1/Fotos: Rafaela Leal/G1 PI

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar