Menina de 6 anos se torna agricultora mais jovem de sua comunidade: ‘Apaixonada em cultivar’

Kendall Rae Johnson pode ter apenas 6 anos de idade, mas já é um membro estimado da comunidade de agricultores do estado da Geórgia, nos EUA.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apaixonada por hortaliças e pelo cultivo de alimentos, a menina começou a se interessar pelo agro quando tinha 3 aninhos.

De acordo com Laura “Kate” Williams, bisavó de Kendall, ela adora brincar na terra desde bebê e tem aprendido técnicas de jardinagem com ela há alguns anos.

A mãe da menina, Ursula Johnson, afirma que o interesse surgiu de forma espontânea. No ano passado, Kendall construiu um jardim na entrada de sua casa. Meses depois, cultivou um jardim muito maior no quintal, com perfeita harmonia entre hortaliças e flores.

menina agricultora mais jovem comunidade

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ela apreciava ver o ciclo da vida nas plantas… Primeiro a semente, depois a planta e depois sua morte. Ele ciclo a fez se interessar definitivamente pela arte de plantar”, disse Ursula.

À medida que Kendall cresce, seu fascínio por cultivar sua própria comida se torna mais forte, bem como o tamanho de seu jardim – e de sua horta.

Os amigos da menina adoram o hobby dela – tanto que costumam visitá-la para ajudar nos afazeres da horta (que são muitos!).

menina agricultora mais jovem comunidade

Sempre que estão no jardim, Kendall fala com seus pais sobre tudo, desde insetos até segurança alimentar. O interesse da criança é insaciável e ela adora explorar e fazer perguntas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Kendall cultiva várias plantas em sua horta, incluindo cenoura, quiabo, abobrinha e morango. Como qualquer outro fazendeiro, ela se arruma antes de começar a trabalhar. Ela veste suas botas e luvas de trabalho e carrega suas ferramentas de jardinagem. Uma fofa!

Recentemente, a menina e sua família se mudaram para um lugar onde poderiam abrir uma fazenda de verdade, e seus pais a ajudaram a se tornar uma agricultora certificada. Com isso, ela se tornou a mais jovem agricultora da Geórgia e a mais jovem agricultora negra do país!

A obtenção de uma certificação permitiu que Kendall criasse seu negócio oficial denominado “aGROWKulture” e se inscrevesse para receber subsídios e bolsas de estudo. Ela também pode comprar terras com sua empresa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Kendall e sua família querem ajudar sua comunidade com sua fazenda, então eles começaram o programa “Bloom”, um clube de jardinagem mensal onde famílias convidadas ajudam a menina no plantio, colheita e organização de caixas de alimentos por assinatura.

Outro de seus muitos programas envolve a coleta de doações para ajudar a fornecer cestas básicas para famílias e comunidades de baixa renda.

Além de projetos de grande escala, Kendall também está muito interessada em ajudar crianças e pais a aprenderem mais sobre a origem de seus alimentos. Por meio de clubes e aulas de jardinagem, a menina consegue compartilhar seus conhecimentos com diferentes pessoas.

“É um sentimento muito grande no meu coração. No meu coração, está minha horta. Ela é muito importante pra mim”, disse a menina à uma emissora local. “A coisa mais divertida em ser uma fazendeira é ser você mesma.”

Kendall pode ser jovem, mas fala muito bem com o público. Na verdade, ela é membro de muitas organizações agrícolas e frequentemente é convidada a participar de conferências e fazer palestras.

“Quando você vai a essas reuniões e a essas conferências e coisas dessa natureza, nove em cada dez vezes não vê ninguém tão jovem quanto Kendall lá”, disse Ursula. “Foi tão importante e inspirador que eles a convidaram para apenas vir, sentar e ouvir, mesmo que ela não entenda o que está acontecendo.”

Atualmente, Kendall está tentando levantar US$ 10 mil (R$ 56 mil) para comprar suprimentos e equipamentos agrícolas, de modo a tornar seu processo de cultivo mais eficiente. Uma parte do dinheiro arrecadado também irá para a construção de um espaço de aprendizagem de ciências agrícolas para crianças.

Com o auxílio de sua comunidade, isso é apenas uma questão de tempo. “Minha missão é fazer novos amigos, fazer coisas novas e inspirar outras crianças”, resumiu a pequena.

Junto à Stone, viajamos o Brasil para mostrar negócios que muita gente acha que não daria certo na nossa terrinha – e dão! Veja o 8º EP da websérie E se fosse no Brasil?

Fonte: Good Morning America
Fotos: Reprodução / Instagram: @cmitchellstudios

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,956,757SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após se revelar trans, filho é surpreendido por pai que abandona vício para apoiá-lo

Existe um antes e outro depois na vida do pai de Zayan Alexandre. Jairo largou a bebida no dia que o filho assumiu ser...

Professor borda a tabela periódica por 20 anos e viraliza ao mostrar o resultado

Há quem goste de trabalhos manuais e há o professor Bro Martin! Ele resolveu bordar a tabela periódica inteira em um tecido, mas não...

Taxista oferece bebida e aplausos aos passageiros

Para se destacar entre os demais profissionais, João Batista Santos, 49, equipou seu Scénic branco com um frigomóvel repleto de bebidas. Além desse agrado,...

Clínica promove bloquinho de rua para crianças especiais

Os pequenos pacientes de terapia neuromotora do Centro Goiano de Reabilitação Neurofuncional (CGRN) pularam Carnaval! Mesmo com as chuvas que caíram em Goiânia (GO), no...

Escola pública transforma espaço vazio em horta

A E.E. Professora Maria da Conceição Oliveira Costa, na zona leste da capital, juntamente com a ONG Cidades sem Fome, transformaram um espaço vazio...

Instagram