Menina de 7 anos ensina a própria babá a ler e escrever em SC

Uma menina de apenas 7 anos, recém-alfabetizada, está ajudando a própria babá, de 54 anos, a ler e escrever.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As aulas começaram depois que Celanira da Silva encontrou um caderno em um lixo na rua, em São Miguel do Oeste. Querendo entender o que estava escrito nele, ela resolver aprender a ler.

“A Aline perguntou se eu não queria que ela desse aula para mim. Eu disse que eu queira”, conta.

Aline Vicenzi dá suas aulas para Celanira de segunda à sexta-feira antes dela começar o serviço da casa, todas as manhãs. As aulas costumam durar meia hora e acontecem no quarto da Aline. A menina lembra que antigamente a babá dizia que não podia ajudá-la com as tarefas da escola porque não sabia ler nem escrever.

“Então aquele dia que ela trouxe o caderno me deu vontade de ensiná-la a ler”, diz a professorinha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Celanira já aprendeu o alfabeto todo e pratica a leitura lendo a Bíblia. “Quero tanto ler a Bíblia e depois fazer a carteira de motorista.”

A mãe de aline, Toméa Vicenzi, que é professora, serve de inspiração para a filha. E sabe o que ela pensa ser quando crescer? “Eu penso que eu vou ser professora. E vou ter mais alunos, não só uma.”

baba

img-20160124-wa0026

via [G1]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,493,634SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Feltro sustentável retira 41 milhões de garrafas PET da natureza todo mês

Artesãos e até a indústria automobilística usam o feltro sustentável.

Idosa paga conta de mãe que devolvia produtos em caixa de supermercado

Em um ato de generosidade e compaixão com o próximo, uma mulher foi gravada pagando a conta de uma mãe humilde que estava devolvendo...

Mãe cria projeto para ajudar filho com síndrome rara e auxilia outras famílias com a mesma doença

André tem Distrofia Muscular de Duchene (DMD), uma síndrome rara que ainda não tem cura.

Menina leva café da manhã para bombeiros no incêndio da Califórnia

Gracie Lutz é um exemplo perfeito de que você pode fazer a diferença em qualquer idade. A menina de 2 anos de idade tem...

Centenas de pessoas estão se reunindo para doar sangue às vitimas do ataque em Las Vegas

Um ataque em Las Vegas, nos EUA, deixou cerca de 58 pessoas mortas e mais de 515 feridas na noite deste domingo, dia 1º de...

Instagram