Adolescente convida amigo autista para ser seu “Príncipe” em festa de 15 anos

Prestes a fazer 15 anos, a estudante mineira Yasmin Christine sonha com sua festa de debutante desde criança. Faz um ano que a jovem planeja esse momento com os pais, marcado para o dia 20 de junho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em meio aos preparativos para a festa, surgiu uma dúvida: quem dançaria a valsa com Yasmin?

Após conversar com a mãe, a professora Kelle Salmi, 36 anos, ela escolheu dançar com Guilherme Bezerra Torres, 15 anos. O adolescente é autista e estuda na escola onde Kelle dá aula, em Três Lagoas (MS).

adolescente convida autista para ser príncipe festa de debutante
Yasmin e Guilherme. Foto: Arquivo pessoal

Desde o ano passado, Yasmin deseja fazer uma comemoração diferente, fugindo um pouco do tradicional e dando mais importância a valores como o respeito e o amor ao próximo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ela, é essencial transparecer esses valores e deixar uma mensagem positiva para os convidados.

adolescente convida autista para ser príncipe festa de debutante
A professora Kelle e o Gui, o “Príncipe” de Yasmin na sua festa de 15 anos. Foto: Arquivo pessoal

Yasmin conta que sua mãe foi essencial para conscientizá-la sobre a necessidade de inclusão e socialização de pessoas autistas. Kelle ajudou Guilherme a se inserir na “bolha” da sala de aula e fazer amigos.

Esse empurrãozinho da professora fez com que ela se aproximasse da mãe do rapaz, Giseli de Araújo Vergete. Em pouco tempo, as duas famílias ficaram amigas.

adolescente convida autista para ser príncipe festa de debutante
Gui e sua mãe. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Educado, amoroso e solícito, Gui é muito admirado por todos. No final do mês passado, Yasmin foi até sua casa para entregar pessoalmente o convite para que ele seja o seu “Príncipe” na festa de debutante.

Aquele foi um dos momentos mais felizes para Guilherme, nas palavras da mãe.

adolescente convida autista para ser príncipe festa de debutante
Gui comemorando seus 15 anos com a professora Kelle, mãe de Yasmin. Foto: Arquivo pessoal

“Achei ‘bárbaro’ a gentileza da Yasmin em escolher meu filho Gui para dançar a valsa de seus 15 anos. Isto mostra que existem jovens engajados na inclusão. A luta é árdua para nós pais, mas as pessoas tem que respeitar o autista e ensinar seus filhos a respeitarem e se relacionarem com pessoas que tem alguma deficiência como faz a Yasmin”, disse Giseli, emocionada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

adolescente convida autista para ser príncipe festa de debutante

A mãe destacou que Yasmin é uma “menina de ouro” e se sente privilegiada pelo filho ter uma amizade tão genuína. Agora, que venha a festa de debutante!

Fonte: Hoje Mais

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,241,492SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Lição de amizade: Crianças ajudam amiguinha que ficou com medo de atravessar ponte de playground

Na terça-feira passada (26), a Escola de educação infantil "Amiguinhos do Planeta", em Porto Alegre (RS), compartilhou uma linda história que aconteceu com 3...

Médicos anunciam cura de 2º infectado com vírus do HIV da história

Um grupo de médicos da Inglaterra anunciou nesta terça-feira (10) que um paciente soropositivo foi curado do HIV (vírus da imunodeficiência humana) após ser...

Amor de mãe: costureira cria vaquinha para realizar sonho do filho

Com 17 anos, filho de Maria deseja seguir profissionalmente no futebol.

Cenas com personagem de Domingos Montagner “aparecendo” em Velho Chico emociona a todos

Uma vez eu vu um documentário excepcional chamado "A vida não basta", onde Ferreira Gullar fala que a arte é a invenção da realidade, e...

Nova campanha da ONG TETO chama a atenção para a realidade de favelas com nomes de pontos turísticos

A campanha convida a sociedade para conhecer favelas do Brasil que têm o mesmo nome de bairros, cidades e até países turisticamente famosos.

Instagram