Menina de 10 anos se recusa a alisar cabelo e faz vídeo para incentivar outras meninas

Apesar de ter apenas 10 anos, ela já mostra que sabe muito bem o que quer. Decidida, Júlia Belmont, dona de uma cabeleira de dar inveja, se recusa a alisar o cabelo, mesmo ouvindo comentários preconceituosos dos amigos na escola. A jovem decidiu contar sua história em um vídeo com o título “Júlia ensinando a gostar dos seus cachos”, a menina conta que pediu para a sua mãe fazer uma escova, mas, quando viu o resultado, detestou e se sentiu horrível.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu fui numa festa de aniversário e tinha uma menina me chamando de Creusa, só porque o meu cabelo estava armado. E eu adorei o meu cabelo. Sabe o que eu fiz? Deixei para lá, porque eu gosto do meu cabelo do jeito que é. (…) Se você nasceu com esse cabelo, aquele cabelo é pra você”, conta ela cheia de atitude.

Fofíssima, Julia diz que aprendeu que é bonita com os cabelos naturais e que nem se abalou quando foi provocada na festa. Uma verdadeira lição de auto-estima. Vejam:

[via]

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes criam linha direta para levar conforto a idosos solitários

O período prolongado de quarentena e distanciamento social pode ser bastante solitário, e talvez ainda mais para os idosos. A ausência de visitas de familiares...

Água em caixinha sustentável criada por Will Smith e seu filho chega ao Brasil

A embalagem é produzida com recursos renováveis – 82% da sua composição é reciclada. Além disso, a tampa é feita com cana-de-açúcar brasileira.

Paciente que nunca teve fotos ao lado do filho ganha book de voluntários

Imagine você, ao sair da sala de parto, após ganhar o primeiro filho, descobrir um câncer e, com isso, ficar impossibilitada de conviver com...

Policiais cantam ‘Baby Shark’ para colher digital de menino autista: ‘criar vínculos’; assista

“Na hora a gente tem que dar uma improvisada, e tem que ir de acordo mesmo com cada criança. Tem que criar aquele vínculo com ele, para quebrar aquele gelo."

Comunidades indígenas do México criam sua própria rede de telefonia móvel

Comunidades indígenas de cinco estados mexicanos desafiam grandes empresas de telefonia: ligações e mensagens gratuitas!

Instagram