Em tratamento contra um câncer, menina reúne forças e faz doações para vítimas da chuva em Petrópolis (RJ)

Mariana é moradora de Petrópolis e reside no Quarteirão Brasileiro – região localizada na Barão do Rio Branco – e sua história representa esperança para milhares de famílias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela encontra-se em segurança junto à sua família na região serrana, mas desde cedo se preocupa com famílias que também necessitam dar continuidade a tratamentos e urgências médicas, e que diante desse cenário, não conseguem sair de suas cidades. A realidade de Petrópolis é de isolamento para todos e de muita tristeza devido a perda de amigos e parentes.

Em 2010, quando tinha apenas dois anos de idade, Mariana Bicalho desenvolveu um nefroblastoma (tumor renal) e desde 2011 encontra-se sob controle da doença. A menina é um caso de sucesso na luta contra o câncer infantojuvenil e passou longos períodos na Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro para realizar o tratamento no Instituto Nacional de Câncer – INCA.

Segundo a sua avó, Sueli, a menina encontra-se muito abalada, e chora, querendo de qualquer maneira sair para ajudar as pessoas. Apesar do abalo, ela reuniu forças para separar muitas coisas para doar: “Ela ficou muito abalada quando viu crianças serem atingidas e ficarem todas sujas de lama na saída da escola”.

A família segue cumprindo as orientações das autoridades locais para não sair de casa, a não ser para realizar serviços voluntários de ajuda às vítimas. Segundo Sueli: “A situação aqui está crítica. Mariana disse que pretende ser bombeira para salvar vidas nessa hora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em apoio à Mariana e à diversas famílias que encontram-se desamparadas na cidade imperial, a Casa Ronald McDonald do Rio se solidariza com a causa e através da parceria com o Rotary Tijuca e as bases do Programa Segurança Presente, está ajudando a divulgar os pontos de coleta da Tijuca para doações que serão direcionadas à região afetada.

Junte-se à Mariana

Todos os pontos estão recolhendo água mineral, colchonetes, itens de higiene pessoal e limpeza e alimentos não perecíveis: as doações podem ser entregues na Praça Saens Pena e nos arredores da Tijuca, até dia 18/02 (sexta-feira). Informações (21) 2334-3401

Para quem não puder e preferir fazer doações em dinheiro, seguem os dados para depósito:

Banco Itaú
Agência: 0281
Conta Corrente: 99743-7
CNPJ: 34.185.421/0001-56
Chave PIX: 34.185.421/0001-56

A Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro

É uma Instituição sem fins lucrativos, que em outubro de 2022 completará 28 anos de história. O trabalho realizado tem como missão “Dar atenção integral às crianças e adolescentes portadores de câncer e às suas famílias”. A Casa já recebeu mais de 3 mil crianças e hoje conta com 57 hóspedes que realizam seus tratamentos nos principais hospitais públicos da cidade, junto aos seus responsáveis, e diariamente, eles recebem o apoio de alimentação, hospedagem, transporte, educação, entretenimento, cursos profissionalizantes, Programas complementares de Atenção Integral às suas famílias e assistência social. Pioneira na América Latina e no Brasil, a Casa tem como função zelar pelos padrões internacionais de instalação e operação, que garantam um excelente atendimento social em prol da luta contra o câncer infantojuvenil. Grande parte das atividades realizadas são feitas por voluntários, pessoas que doam seu tempo e carinho para que todos sejam atendidos naquilo que possuem de mais precioso: a plenitude da vida!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

www.casaronald.org.br
Instagram e Facebook: @casaronaldrj

*Com informações da assessoria

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,806,528SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Amigos vestem o mesmo look para mostrar que são iguais

"Obviamente, duas crianças muito diferentes, mas Myles não viu isso. O mundo seria um lugar muito melhor se todos pudéssemos vê-lo através dos olhos das crianças de 5 anos", disse a mãe de um dos meninos.

Morador de rua pede uma lâmina de barbear e ganha verdadeira transformação em barbearia

Uma situação gratificante aconteceu na última terça-feira, 5, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Um homem em situação de rua foi à uma...

5 razões para levarmos a meditação para as escolas

Em uma lista rápida de razões elaboradas pelo site The Greenest Post baseada no artigo "The Mind Unleashed", do escritor do livro Revolução na Educação,...

Descubra o motivo que faz a capivara ser a melhor amiga do reino animal

Das tartarugas aos cães, incluindo os gatos – até mesmo eles! –, adoram esse bichinho. A capivara é a melhor amiga do reino animal. Alguém...

Aplicativo para explorar espaços culturais de SP dá bolsa de estudos

A ideia é aproximar alunos de escolas públicas de equipamentos culturais espalhados pela cidade.

Instagram

Em tratamento contra um câncer, menina reúne forças e faz doações para vítimas da chuva em Petrópolis (RJ) 2