Sobrinha ensina tio analfabeto a ler e escrever durante a pandemia

Quer sorriso de satisfação por ter conseguido escrever o próprio nome sozinho? Olha então o Sr. Jesus Felipe Lira aqui embaixo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

homem segurando um caderno
Reprodução: Twitter

Parece uma ação simples e até insignificante para muita gente, mas para ele não! O Sr. Felipe não teve oportunidade de ir à escola quando mais jovem e, por essa razão, não sabia ler e nem escrever.

Leia também: Giovanna Ewbank surpreende idealizadora de projeto e anuncia ajuda de OMO para reforma de casas no interior da BA

Kennya, que é sobrinha dele e sabia da vontade do tio de deixar de ser analfabeto, tirou o tempo livre da pandemia para ensiná-lo a escrita básica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu acho que nem Kennya tinha noção da felicidade que iria trazer para o tio. Ela publicou alguns posts no Twitter mostrando como ele estava feliz em poder escrever o próprio nome e o nome dos netos.

Não demorou muito para que o post de Kennya ganhasse o mundo (ainda bem!). Essa é daquelas histórias que a gente vai sempre ler sorrindo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Sr. Felipe é de Jalisco, no México e trabalhou a vida praticamente inteira na construção. Ele perdeu a esposa cedo e criou sozinho as duas filhas.

Kennya sempre admirou o tio, mas não sabia que ele era analfabeto. Ela descobriu durante a festa de Natal do ano passado.

Leia também: Tatá Werneck se emociona ao conhecer história de gari que entrega refeições a pessoas carentes no RS

Ela conta que ele sempre teve vergonha de não saber ler e escrever e não se achava muito capaz de aprender agora, depois de ter a idade mais avançada. Kennya o convenceu do contrário e começou a ensinar o tio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Eu escrevi o nome dos netos dele com um marcador e pedi para ele traçá-lo com uma caneta azul. Foi a primeira vez que ele escreveu o nome de seus netos. Foi extremamente emocionante pra mim, então não pude deixar de compartilhar”, contou.

homem escrevendo
Olha o Sr. Felipe mostrando que aprendeu direitinho as lições | Reprodução: Twitter

Depois que os posts da Kenya ganharam a internet, eles receberam muito apoio!

O Sr. Felipe até ganhou uma conta no Twitter para mostrar como está sendo o processo de aprendizado! Kennya atualiza os seguidores com fotos, vídeos e informações sobre o tio. Ela conta que futuramente será ele mesmo quem fará os posts.

Kennya comentou que o tio era muito julgado por ser analfabeto. “Ele pode não saber ler e escrever, mas pode construir qualquer coisa num piscar de olhos”.

A pandemia do coronavírus trouxe uma mudança desagradável para todos nós, mas essas histórias que a gente vem presenciado desde março é de encher o coração de felicidade!

A gente já tá acompanhando o Sr. Felipe e a Kennya lá no Twitter, dá uma passadinha lá também e deixa uma mensagem positiva para eles!

[Nota da Redação]

Estamos com a campanha especial #PoderDoSomos com OMO contando histórias incríveis de projetos que transformam vidas! Confira o projeto anunciado Giovanna Ewbank:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

FONTE: Só Notícias Boas

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,786SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Nike e Adidas; Netflix e Hulu: Marcas historicamente rivais se unem contra o racismo

Através de uma ação inédita que mostra que não há nada mais importante do que a vida e o respeito ao próximo, marcas historicamente...

Neta fotografa avós sem que eles soubessem para capturar seu amor atemporal

Um amor que o tempo viu crescer e se fortalecer.

Menina junta lacres de latinhas para comprar cadeira de rodas para idosos

Betina Motta Lopes tem apenas 8 anos e há um ano junta lacres de latinhas de refrigerante, suco ou cerveja para trocá-los por cadeiras...

Ele só pediu a troca dos cabos das panelas, mas recebeu da Tramontina panelas totalmente novas

As panelas têm 30 anos, além do cabo novo, elas voltaram brilhando, surpreendendo o cliente.

Instagram

Sobrinha ensina tio analfabeto a ler e escrever durante a pandemia 3