Menina de 9 anos desenha “guia” de passeios em Jundiaí para amigo venezuelano

A rede municipal de ensino de Jundiaí voltou a funcionar nesta última semana, e o retorno às aulas de Victoria, de 9 anos, começou com muita disposição e inspiração!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o intuito de ajudar seu coleguinha venezuelano que se mudou recentemente para a cidade, Victória desenhou uma espécie de “guia turístico” para que ele possa conhecer os lugares mais interessantes da cidade.

A mãe de Victória, Carla Miranda, disse que a filha chegou em casa entusiasmada após o primeiro dia de aula, contando sobre o novo amigo que tinha feito.

Logo em seguida a menina começou a perguntar para a mãe coisas como: “o sorvete do Sesc é barato?” ou “dia de domingo precisa pagar o ônibus?” ou “é caro ir para São Paulo de trem?”.

Leia tambémMunicípio gaúcho pede para receber imigrantes venezuelanos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabendo que Victória é uma criança muito comunicativa, sua mãe de início não suspeitou de nada. As horas iam se passando conforme a menina fazia perguntas, anotando e desenhando tudo num bloquinho.

Menina de 9 anos desenha “guia” de passeios em Jundiaí para amigo venezuelano
O guia que a menina montou tem quatro páginas com diversas dicas para o amigo venezuelano. Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

“Eu perguntei o que ela estava fazendo e ela disse que queria que o novo amigo conhecesse a cidade, pois ele veio de outro país e ficaria muito feliz de ir nos lugares que vamos”, disse Carla.

A família de Victória costuma ir aos parques municipais e museus da cidade para passear nos fins de semana, além de conhecer lugares novos. “Brincamos que são os lugares BBB: bom, bonito e barato”.

Menina de 9 anos desenha “guia” de passeios em Jundiaí para amigo venezuelano
Victória e o irmão, Gabriel. Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sua mãe reconhece que “Victória é uma criança muito especial”, mas que, de todo modo, ficou emocionada com a atitude da filha, e como ela ficou preocupada com o bem-estar do amigo. “Ela disse que não devia ser fácil sair da Venezuela e deixar tudo o que gostava para trás”, disse.

Empatia é com ela mesma

Se colocar no lugar do próximo é algo que Victória tem feito desde a mais tenra idade, conta sua mãe.

“Ela é amorosa, tem gênio forte e uma capacidade infinita de amar o mundo. Vai à escola pública desde os quatro meses de idade e sempre foi muito bem cuidada. Diferente da maioria, ela sempre se adequa ao que é diferente para poder fazer amigos”, relata.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um bom exemplo foi que dois anos atrás, a pequena começou a estudar a Língua Brasileira de Sinais (Libras) sozinha em casa, para poder se comunicar com o aluno novo da sala, que é surdo. “Na sala de aula tinha um intérprete de Libras e isso despertou seu interesse”, conta a mãe.

Menina de 9 anos desenha “guia” de passeios em Jundiaí para amigo venezuelano
Victória é fotografada na Ateal Jundiaí. Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

O passo adiante de Victória foi ingressar num curso da Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem (Ateal) de Jundiaí.

Leia tambémRestaurante emprega refugiados e pessoas de baixa renda junto a ONGs

“Quando vai à escola, cerca de três ou quatro cachorros de rua a acompanham. Ela colocou o nome em todos. Alguns ficavam esperando ela na escola até a hora de ir embora”, diz a mãe.

Após desenhar o “guia turístico” da cidade para o novo amigo, Victória pediu à Deus para abençoar a família dele e todo o povo venezuelano.

“Eu fiquei muito emocionada e por isso resolvi compartilhar. Senti como se Deus estivesse ali me mostrando o que é ser humano”, conclui.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Tribuna de Jundiaí

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,829,971SeguidoresSeguir
24,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Quanto mais você corre, mais esse aplicativo doa dinheiro para a caridade

Muitas pessoas tentam desenvolver novos hábitos, mudando comportamentos alimentares, horários de dormir, praticando esportes, sempre devido a fatores motivacionais, normalmente para ter uma melhor...

Mesmo desempregado, padeiro assa e distribui centenas de pães para moradores da Rocinha (RJ)

Mesmo desempregado, o padeiro Isael Jacinto da Costa, 52 anos, já assou e doou cerca de 900 pães para moradores da favela da Rocinha...

Alunos de escola pública em Juscimeira (MT) realizam prova com lanternas e professor abre discurso sobre educação no Brasil

O professor da escola João Matheus Barbosa, no Mato Grosso, fez um grande discurso sobre a educação no Brasil após ver cena impactante de alunos fazendo prova com as lanternas de seus celulares após queda de energia.

Pais vendem carro para filho de 12 anos participar de competição de dança

No final do mês passado, Yeshua Rebello, de 12 anos, conhecido como B-Boy Eagle, irmão da B-Girl Angel, 9, a primeira criança finalista do...

Mãe de sete que devolveu carteira com R$ 500 recebe doações do país inteiro

Alguns dias antes das festividades de Natal, Simone Aparecida, de 41 anos, mãe de sete filhos moradora de Lins (SP), protagonizou uma história de...

Instagram

Menina de 9 anos desenha “guia” de passeios em Jundiaí para amigo venezuelano 3