Menina com paralisia cerebral realiza sonho de ‘pular amarelinha’; veja vídeo

Durante todo o mês de outubro, em uma espécie de extensão do Dia das Crianças, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Campo Grande (MS) recebe em sua sala de terapia ocupacional cerca de 400 crianças, com direito à piscina de bolinhas, cesta de basquete, caixas com areia ou flocos de arroz e bolinhas para acertar no teto e chão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No entanto, entre os pedidos de brincadeiras da criançada, a que chamou mais atenção foi a da pequena Ana Clara Rodrigues, 7 anos, que queria brincar de amarelinha. O pedido emocionou a todos.

“Ela ficou lá e quando eu fui buscá-la estava diferente, extasiada. Ela falou: mãe, eu pulei amarelinha. Depois, me mandaram o vídeo, mas, eu não consegui nem ver direito, a gente nem acredita. Para uma mãe, ver um filho realizando um sonho é incrível e eu agradeci a eles demais. Os sonhos dela são pequenos diante a que as crianças fazem, é algo simples, porém, para ela é uma superação“, afirmou a dona de casa Ana Raquel Rodrigues Nojosa, 28 anos.

Apoio da Apae

A mãe de Ana Clara conta que a filha recebe tratamento na Apae há cerca de 5 anos. Há alguns meses, a menina comentou que queria brincar de pega-pega, esconde-esconde e dançar balé. “Para ela, com certeza este foi um sonho realizado. Foi a primeira vez que ela ficou em pé e a primeira vez que pulou amarelinha. Eu tenho esperança e sei que ela pode realizar todos estes sonhos”, comentou, emocionada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia tambémGarotinha inclui amigo com paralisia cerebral em desenho da família: “Eles se entendem no olhar”

Terapeuta ocupacional da Apae de Campo Grande desde 2015, Lilianthea Lopes Oliveira Viegas, 45 anos, presenciou o momento em que Ana Clara fez o pedido.

“Ela viu a amarelinha assim que chegou e falou para uma terapeuta que o sonho era pular amarelinha. Depois, falou para outra e todo mundo se mobilizou para realizar o sonho dela. Foi uma emoção muito grande. Ela pulava e falava que estava nervosa. Nós a tiramos da cadeira de roda e usamos um colete de sustentação”, explicou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem filmou a cena foi o supervisor de terapia ocupacional, Alexandre Lopes de Oliveira, 36 anos. “Nós estávamos em uma roda e foi algo que pegou todo mundo de surpresa. Em seguida, fizemos as adaptações e começamos a fazer a sequência e ela pulava e ficava cada vez mais feliz. Foi uma alegria imensa testemunhar tudo isto e embora ela tenha a parte motora comprometida, o cognitivo não e deu pra perceber que é algo que ela sempre quis“, disse.

Menina com paralisia cerebral sonho Apae

Segundo a Apae, Ana Clara tem paraplegia espástica (que causa rigidez progressiva e contração nos membros inferiores, como resultado de uma lesão ou disfunção dos nervos) e paralisia cerebral. Durante a comemoração do Dia das Crianças, ela usou um colete de apoio terapêutico para tratamento de crianças com dificuldades motoras, “oferecendo suporte ao corpo, ajudando a se mover de forma mais natural e harmoniosa”, explicou Thaina Ferreira, terapeuta da menina.

Veja o momento em que Ana Clara pula amarelinha! 🙂

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: G1/Fotos: Apae-MS/Divulgação

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,769,066SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Torcedores brasileiros dão ingressos de jogo para casal russo cabisbaixo

Felizmente, há torcedores brasileiros que serão lembrados pelo povo russo por sua gentileza, e não por casos de assédio, como vimos nos últimos dias.

Garoto agredido por ter sapatos gastos agora recolhe sapatos para quem precisa

A Fundação Born This Way, de Lady Gaga, está entre as entidades parcerias doam sapatos para sua causa.

Desempregado investe último dinheiro pra aprender, fazer e vender pudim em SP: negócio decolou após desabafo!

Dá água na boca, não dá? Eu sou suspeito, amo pudim, mas teve gente que pediu o pudim ‘cenográfico’ do Jonas, só que não...

Após perder sua mãe, gambazinho solitário é adotado por cadelinha

Um recém-nascido gamabazinho foi encontrado ao lado do corpo atropelado de sua mãe em uma estrada. Sozinho, o órfão porvavelmente não sobreviveria. Foi quando uma instituição...

Instagram