Menina cria ursinho que esconde soro e acalma crianças durante medicação

Clique e ouça:

Quando tinha apenas 7 anos, Ella Casano foi diagnosticada com Trombocitopenia Primária Imune (TPI), uma doença sanguínea autoimune que causa a diminuição do número das plaquetas. Por conta disso, a menina precisava receber transfusões de sangue a cada seis semanas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O ambiente hospitalar, a quantidade de equipamentos visualmente ameaçadores e todo o processo de transfusão (a começar pela perfuração da pele) a deixavam extremamente assustada.

“Quando fiz minha primeira transfusão, fiquei surpresa e intimidada pelo visual dos tubos e bolsas”, diz a menina, que vive em Connecticut, nos Estados Unidos.

Leia também: Menina de 9 anos ajuda crianças carentes a se sentirem especiais em seu aniversário

Foi aí que Ella, hoje com 12 anos, teve uma ideia aparentemente simples para tranquilizar a si mesma: cortou um ursinho de pelúcia e usou cola quente para prendê-lo ao redor da bolsa onde estava o sangue que ela receberia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“E foi assim que ela criou o primeiro Medi Tedi”, conta sua mãe, Meg Casano, em entrevista à CNN.

Menina de 12 anos cria produto que acalma crianças com medo de medicação intravenosa

Os médicos e enfermeiras adoraram a ideia da menina e perceberam que assim como o ursinho a ajudou a ficar calma, outras crianças que precisavam receber sangue, medicação ou soro intravenoso, poderiam se tranquilizar também.

Ella então fez uma pesquisa de campo e aperfeiçoou o produto. A parte de trás do ursinho de pelúcia passou a ser transparente, de modo a possibilitar que as enfermeiras acompanhem a quantidade de medicação administrada.

No último domingo (16), a garotinha criou uma campanha de financiamento coletivo, pedindo US$ 5 mil para conseguir fazer o primeiro pedido em grande escala. Em dois dias, a meta foi superada em US$ 2 mil. Agora, mais que dobrou. Ella conseguiu mais de US$ 11 mil até o momento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A mãe de Ella entrou com um processo para transformar a empresa recém-criada em uma organização sem fins lucrativos e em breve pretende fornecer os Medi Ted’s sem custo para centenas de pacientes mirins.

Leia também: Menina de 9 anos ensina vendedor de picolé de 68 a ler e escrever no Ceará

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Revista Crescer/Fotos: Divulgação/GoFundMe

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,053,546FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,738SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Adolescente recusa oferta de R$ 46 milhões por site sobre Covid-19

O que você faz quando tem 17 anos? Pensa em estudar, curtir a balada, se divertir. Mas, não o Avi Schiffmann. Ele construiu um...

Garoto recebe ajuda de gamer profissional e sugere vender latinhas para retribuir

Essa semana muita gente se emocionou com a história do garoto Guilherme, um menino humilde que gosta de jogar um game chamado Free Fire,...

Mãe que anunciou faxina por R$ 20 para alimentar filhos comove internautas e recebe R$ 53 mil em doações

A jovem mãe Liliane está desempregada e as faxinas foi o meio que encontrou pra não faltar comida em casa.

Desconhecido compra todo algodão doce de idoso que trabalhava na chuva [VÍDEO]

Se puder ajudar alguém, ajude! Essa é a mensagem deixada por um desconhecido que comprou todo o algodão doce de um idoso que estava...

C6 Bank abre mais de 80 vagas de emprego e dá dicas de finanças pessoais

Eu sempre achei que educação financeira deveria ser uma prioridade nas escolas. Agora, então, é importantíssimo saber administrar o próprio dinheiro. Também acho que a...

Instagram

Menina cria ursinho que esconde soro e acalma crianças durante medicação 13