Após ser apelidada na escola, menina de 7 anos ganha rosas como pedido de desculpas

banner reservaAs crianças adoram dar apelidos umas às outras para provocar o coleguinha. É algo que faz parte da idade, e cabe aos pais ou responsáveis estabelecer o limite da brincadeira, de um jeito que os pequenos entendam que só é brincadeira quando todos se divertem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aluna do segundo ano do ensino fundamental, em uma escola particular de Macapá, a pequena Maria Rita, de apenas 7 anos, foi apelida de “planeta” por um colega da turma. A mãe só soube quando percebeu algo estranho na filha.

A advogada Ritta Brito perguntou o que estava acontecendo e a filha explicou que o colega lhe deu esse apelido que, segundo ele, por que “ela era gorda e redonda como um planeta”.  Triste em ver a filha cabisbaixa, Rita decidiu procurar a mãe do menino para conversar a respeito. A também advogada Lucijane Amanajás, mãe do João Claudio, de 7 anos, prometeu que tomaria uma providência.

No dia seguinte, ao chegar na escola Maria Rita foi surpreendida com um pedido de desculpas feito por João. Ele deu a ela uma rosa na sala de aula, em frente dos colegas de classe.  “Quando fui buscar Maria na escola, ela estava com a rosa na mão e muito feliz. Minha filha estava com um sorriso no rosto. Ela disse que isso fez com que passasse a tristeza do coração e também perdoou o coleguinha”, disse a mãe de Maria Rita, em entrevista para o G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo Maria Rita, a atitude de Lucijane e o gesto do filho são exemplos a serem seguidos por outros pais e filhos quando esse tipo de coisa acontecer. Ela publicou uma foto da filha com a flor que ganhou de João no seu perfil no Facebook, para mostrar que situações assim podem ensinar muito.

“O caso das crianças é um exemplo. Eu acredito que mais pais deveriam agir dessa forma em vez de brigar ou apenas dar razão aos filhos. Deve haver um diálogo. Eu estou muito feliz com a atitude da mãe do menino, o que pode transformá-lo em um grande homem, cavalheiro e educado”, afirmou.

Foto: Ritta Brito/Acervo Pessoal

barra reserva

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,780,571SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após grávida perder o bebê, enfermeiros escrevem carta de despedida: ‘Sei que seriam pais excelentes’

O gesto solidário de uma equipe de enfermeiros do Instituto da Mulher Dona Lindu em Manaus (AM) repercutiu nas redes sociais e emocionou milhares de...

Conheça o grupo de voluntários que confortam pessoas que estão prestes a falecer sozinhas

Em 2001, um homem em fase terminal em um hospital pediu para sua enfermeira, Sandra Clarke, para ficar ao seu lado nesse momento. Ele estava...

Estes homens “mal-encarados” fundaram uma ONG que resgata animais em situação de risco

De mal, só a pose na foto! Estes oito homens fazem um trabalho excepcional de resgate de animais. Eles se conheceram em encontros de veículos antigos...

Prova de amor: marido doa rim para mulher em aniversário de 23 anos de casamento

Que prova de amor pode ser maior do que doar um de seus rins para a pessoa que você ama? Foi exatamente isso que...

Aos 17 anos, ex-aluna de escola pública leva informações sobre gênero

O jovem de hoje está cada vez mais engajado em projetos sociais que visam construir uma sociedade mais igualitária e justa. Prova disto é...

Instagram