Após ser apelidada na escola, menina de 7 anos ganha rosas como pedido de desculpas

banner reservaAs crianças adoram dar apelidos umas às outras para provocar o coleguinha. É algo que faz parte da idade, e cabe aos pais ou responsáveis estabelecer o limite da brincadeira, de um jeito que os pequenos entendam que só é brincadeira quando todos se divertem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aluna do segundo ano do ensino fundamental, em uma escola particular de Macapá, a pequena Maria Rita, de apenas 7 anos, foi apelida de “planeta” por um colega da turma. A mãe só soube quando percebeu algo estranho na filha.

A advogada Ritta Brito perguntou o que estava acontecendo e a filha explicou que o colega lhe deu esse apelido que, segundo ele, por que “ela era gorda e redonda como um planeta”.  Triste em ver a filha cabisbaixa, Rita decidiu procurar a mãe do menino para conversar a respeito. A também advogada Lucijane Amanajás, mãe do João Claudio, de 7 anos, prometeu que tomaria uma providência.

No dia seguinte, ao chegar na escola Maria Rita foi surpreendida com um pedido de desculpas feito por João. Ele deu a ela uma rosa na sala de aula, em frente dos colegas de classe.  “Quando fui buscar Maria na escola, ela estava com a rosa na mão e muito feliz. Minha filha estava com um sorriso no rosto. Ela disse que isso fez com que passasse a tristeza do coração e também perdoou o coleguinha”, disse a mãe de Maria Rita, em entrevista para o G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo Maria Rita, a atitude de Lucijane e o gesto do filho são exemplos a serem seguidos por outros pais e filhos quando esse tipo de coisa acontecer. Ela publicou uma foto da filha com a flor que ganhou de João no seu perfil no Facebook, para mostrar que situações assim podem ensinar muito.

“O caso das crianças é um exemplo. Eu acredito que mais pais deveriam agir dessa forma em vez de brigar ou apenas dar razão aos filhos. Deve haver um diálogo. Eu estou muito feliz com a atitude da mãe do menino, o que pode transformá-lo em um grande homem, cavalheiro e educado”, afirmou.

Foto: Ritta Brito/Acervo Pessoal

barra reserva

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Após ser apelidada na escola, menina de 7 anos ganha rosas como pedido de desculpas 3

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,080,475SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aos 68 anos, japonês adotado faz teste de DNA e descobre família inteira nos EUA

Em 2018, Michael Bennett comprou um kit de teste de DNA para saber mais sobre o histórico de saúde de sua família. Mas o...

Reciclador acha R$ 5,5 mil em lixão no RS e devolve ao dono

Gustavo Guedes tem 19 anos e trabalha reciclando lixo em Machadinho, no Rio Grande do Sul. Ele passa uma série de dificuldades financeiras e...

Menina celebra 15 anos ao lado de socorristas que salvaram sua vida após acidente

Para a jovem Raquel Moro de Farias, que recentemente completou 15 anos de idade, motivos lhe sobraram para comemorar e valorizar a vida, como...

Jovem cria aplicativo para ajudar estudantes solitários a encontrar companhia para o almoço

Depois de ter que sentar e comer sozinha durante a 7ª série e ser alvo de gozações, a estudante Natalie Hampton, da Califórnia, nos...

Professor passa 2 anos perdendo peso e melhorando saúde para doar rim a um colega de trabalho

O que você faria para se tornar compatível para doar um órgão a alguém em extrema necessidade? Um professor da Universidade Cornell, uma das...

Instagram

Após ser apelidada na escola, menina de 7 anos ganha rosas como pedido de desculpas 4