Mesmo sem ter as duas mãos, menina vence concurso de caligrafia nos EUA

Mesmo sem ter as duas mãos, a menina Anaya Ellick venceu um concurso de caligrafia cursiva nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O fato de ser diferente não a impediu de aprender a escrever e ganhar o concurso anual ‘Nicholas Maxim para Excelência em Caligrafia Cursiva’, contra 50 estudantes de várias escolas americanas. Por sinal, a competição leva o nome de um estudante que também não tinha as mãos e utilizava o braço para escrever, como a garota de 9 anos.

Junto com o certificado de proficiência e um troféu, ela ganhou 1 mil dólares (aproximadamente 3,5 mil reais). Anaya venceu o concurso pela segunda vez: a primeira foi quando ela estava no 1º ano, em 2016. 

Anaya segura o lápis com o braço direito e usa o esquerdo para firmar a folha sobre a mesa, com o cotovelo:

menina sem mãos vence concurso caligrafia
Girl Power!!! 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A estudante cursa o terceiro ano do ensino fundamental, na cidade de Chesapeake, na Virgínia. Com esforço e dedicação, mais uma vez, ela impressionou os jurados do concurso com uma letra belíssima.

Considerada pela professora Sarah Cannady um exemplo de superação para os colegas de turma, e agora para todos nós, Anaya arrebatou o concurso sob certa desconfiança, apesar de já ter vencido uma edição. 

Algumas pessoas acreditavam que as chances dela vencer a competição eram pequenas. Pois bem, Anaya provou que essas pessoas estavam erradas – não um pouco, mas bastante erradas – com a conquista de mais um troféu! 🏆 🏆

“Eu disse apenas que, sim’, eu poderia fazer isso”, disse Anaya, em entrevista para a WVEC-TV.

menina sem mãos vence concurso caligrafia
Anaya venceu o concurso de caligrafia pela segunda vez

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Chama a atenção o fato de que Anaya poderia usar próteses, não só para escrever, mas para outras atividades também.

A mãe da menina, Bianca Middleton, explicou a escolha da filha de não usar próteses. “Em vez de ajudá-la, atrapalhavam. Ela não queria usar e começou a aprender muitas coisas sem elas, como escrever e desenhar”, afirmou.

O colégio Greenbrier Christian Academy, onde Anaya estuda, parabenizou o feito da garota na sua página do Facebook:

“O merecido primeiro lugar de Anaya nos lembra o que a determinação e o trabalho duro podem alcançar. Estamos bastante orgulhosos dela e de suas realizações. Parabéns Anaya por sua conquista, você inspira a todos!”, diz a publicação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Confira a postagem na íntegra:

crédito das fotos: Greenbrier Christian Academy/Facebook/Reprodução

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

995,785FãsCurtir
1,922,545SeguidoresSeguir
9,396SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Magazine Luiza doa 1.000 colchões e travesseiros para moradores de rua em Belém (PA)

Desde o último sábado (21), o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, passou a receber centenas de pessoas em situação de rua da Região Metropolitana...

Após ver família comendo restos do lixo, homem abre restaurante para servir pessoas carentes

O dono de um restaurante em Vila Velha (ES) abriu seu estabelecimento para atender gratuitamente pessoas em situação de rua durante a pandemia de...

Angelina Jolie doa R$ 5 milhões para manter merenda de alunos durante quarentena

A atriz Angelina Jolie, 44 anos, doou US$ 1 milhão (R$ 5,2 milhões) para manter a distribuição de merendas escolares para crianças de baixa...

Idosa de 87 anos confecciona máscaras de proteção para distribuir gratuitamente no MA

Sem conseguir encontrar máscaras de proteção, a professora, bióloga e engenheira civil Renatha Costa uniu forças com sua avó, dona Bernarda, 87 anos, para...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Instagram