Meninas fazem amizade em hospital e juntas vencem o câncer

As pequenas Avalynn, Chloe, Laure e McKinley são quatro amigas com idades entre 4 e 5 anos. Elas fizeram amizade enquanto eram submetidas a um tratamento contra o câncer no Hospital Johns Hopkins All Children, em St. Petersburg, na Flórida, EUA.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foram três longos anos de tratamento, e após tanto tempo lutando juntas pela vida, elas celebraram a remissão da doença com um divertido ensaio fotográfico realizado no mês passado.

Vestindo coloridos tutus e bandanas douradas, o quarteto em nada aparenta cansaço ou fadiga pelo duro processo de quimioterapia.

No ensaio, cada garota vestia uma camiseta que fazia referência a uma virtude na luta para derrotar a doença maligna: Surviver (sobrevivente), Brave (valente), Fearless (destemida) e Strong (forte).

Foto: Reprodução / Hospital John Hopkins

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Chloe foi diagnosticada com câncer de pulmão, algo incrivelmente raro em crianças. As demais foram diagnosticadas com leucemia linfoblástica aguda, o câncer infantil mais comum, e ao mesmo mais difícil de tratar, uma vez que ele atinge o sistema imunológico.

Leia tambémBares e restaurantes brasileiros começam a abrir espaço para a gastronomia sustentável

As meninas se conhecerem meio que por acaso no Hospital Infantil Johns Hopkins, na Flórida, em setembro de 2016, quando os médicos lhes presentearam com os tutus cor-de-rosa para, de alguma forma, melhorar seu estado de humor e promover alívio no estresse e na ansiedade. O presente foi dado no mês da conscientização sobre o câncer infantil.

Quando elas chegaram na salinha para receber os presentes, alguém aproveitou ao vê-las sentadas juntas e tirou uma foto. Três anos depois, elas voltaram para comemorar a remissão da doença e refizeram a foto.

Meninas fazem amizade em hospital e juntas vencem o câncer
Foto: Reprodução / Hospital John Hopkins

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desta vez, a fotografia de 2019 foi tirada sem os lenços na cabeça, como faziam por causa da quimioterapia desde que se conheceram.

De acordo com a equipe médica responsável pelas meninas, elas “floresceram” ao recuperarem sua força. Ava, cujo nome completo é Avalynn, é um grande fã da Disney e uma verdadeira artista: adora pintar. Chloe adora T-ball e pescar. McKinley é uma garota dita ‘feminina’ e gosta de brincar de princesas e se maquiar. Lauren adora falar sobre animais.

O vínculo construído no hospital tornaram a amizade entre elas verdadeiramente única.

“Tem sido uma alegria absoluta vê-las crescer e vê-las fora do ambiente hospitalar, sendo as crianças que deveriam ter sido o tempo todo”. Isso nunca deveria ter acontecido com elas, relatou a mãe de uma das meninas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Saiba mais:

Leia também“Comecei lavando louça, agora sou auxiliar de cozinha no restaurante”: projeto abre portas para mercado de trabalho

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Crianças Especiais

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,857,801SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Desde os 6 anos, príncipe da Dinamarca estuda em escola pública

O príncipe da Dinamarca, Christian, filho dos príncipes herdeiros Frederik e Mary, é o primeiro membro da Casa Real dinamarquesa a ingressar em uma escola...

Jovem que deixou dinheiro voar conta com a honestidade dos pedestres em Salvador

O jovem caminhava pela Passarela do Iguatemi quando o vento levou seu dinheiro.

São Paulo vai incluir empatia e criatividade no currículo das escolas municipais

O novo currículo passa a valer a partir de 2018.

Comediante arrecada R$ 136 milhões para ajudar bombeiros na Austrália

A comediante australiana Celeste Barber criou a maior vaquinha já realizada na história do Facebook ao mobilizar 1,2 milhão de pessoas em oito dias...

Crianças órfãs aprendem sobre a vida através da interação com cavalos

"Ao observar o comportamento do cavalo e interagindo com eles, as crianças descobrem semelhanças fundamentais para seu próprio comportamento e interação com os outros," explicam em seu site.

Instagram