Meninas fazem amizade em hospital e juntas vencem o câncer

As pequenas Avalynn, Chloe, Laure e McKinley são quatro amigas com idades entre 4 e 5 anos. Elas fizeram amizade enquanto eram submetidas a um tratamento contra o câncer no Hospital Johns Hopkins All Children, em St. Petersburg, na Flórida, EUA.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foram três longos anos de tratamento, e após tanto tempo lutando juntas pela vida, elas celebraram a remissão da doença com um divertido ensaio fotográfico realizado no mês passado.

Vestindo coloridos tutus e bandanas douradas, o quarteto em nada aparenta cansaço ou fadiga pelo duro processo de quimioterapia.

No ensaio, cada garota vestia uma camiseta que fazia referência a uma virtude na luta para derrotar a doença maligna: Surviver (sobrevivente), Brave (valente), Fearless (destemida) e Strong (forte).

Foto: Reprodução / Hospital John Hopkins

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Chloe foi diagnosticada com câncer de pulmão, algo incrivelmente raro em crianças. As demais foram diagnosticadas com leucemia linfoblástica aguda, o câncer infantil mais comum, e ao mesmo mais difícil de tratar, uma vez que ele atinge o sistema imunológico.

Leia tambémBares e restaurantes brasileiros começam a abrir espaço para a gastronomia sustentável

As meninas se conhecerem meio que por acaso no Hospital Infantil Johns Hopkins, na Flórida, em setembro de 2016, quando os médicos lhes presentearam com os tutus cor-de-rosa para, de alguma forma, melhorar seu estado de humor e promover alívio no estresse e na ansiedade. O presente foi dado no mês da conscientização sobre o câncer infantil.

Quando elas chegaram na salinha para receber os presentes, alguém aproveitou ao vê-las sentadas juntas e tirou uma foto. Três anos depois, elas voltaram para comemorar a remissão da doença e refizeram a foto.

Meninas fazem amizade em hospital e juntas vencem o câncer
Foto: Reprodução / Hospital John Hopkins

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desta vez, a fotografia de 2019 foi tirada sem os lenços na cabeça, como faziam por causa da quimioterapia desde que se conheceram.

De acordo com a equipe médica responsável pelas meninas, elas “floresceram” ao recuperarem sua força. Ava, cujo nome completo é Avalynn, é um grande fã da Disney e uma verdadeira artista: adora pintar. Chloe adora T-ball e pescar. McKinley é uma garota dita ‘feminina’ e gosta de brincar de princesas e se maquiar. Lauren adora falar sobre animais.

O vínculo construído no hospital tornaram a amizade entre elas verdadeiramente única.

“Tem sido uma alegria absoluta vê-las crescer e vê-las fora do ambiente hospitalar, sendo as crianças que deveriam ter sido o tempo todo”. Isso nunca deveria ter acontecido com elas, relatou a mãe de uma das meninas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Saiba mais:

Leia também“Comecei lavando louça, agora sou auxiliar de cozinha no restaurante”: projeto abre portas para mercado de trabalho

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Crianças Especiais

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,021,979FãsCurtir
2,164,362SeguidoresSeguir
11,574SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Com 4 filhos pequenos, dona de casa abandonada por marido recebe apoio de internautas

A jovem mamãe Andreza Santos Araújo, 23 anos, mora e cria sozinha seus quatro filhos pequenos em Várzea Grande, Mato Grosso. Desde que o...

Universitário de 92 anos se adapta à tecnologia e nos dá uma linda lição de resiliência e otimismo

Não existe idade certa para realizarmos nossos sonhos e o universitário Carlos Augusto Manço, que entrou na faculdade aos 90 anos, é um dos...

Supermercado mobiliza internautas e encontra cliente que perdeu R$ 840 dentro da loja

O seu João foi fazer compras no supermercado Rei da Economia, em Solânea (PB), e acabou deixando cair uma bolada de R$ 840 no...

Instagram