Menino surpreende professores ao aprender a ler com apenas 2 anos de idade em SP

Com apenas 2 aninhos de idade, o pequeno Murilo surpreendeu a família e seus professores ao aprender a ler – três anos adiantado em relação aos colegas da mesma idade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com Carla Job, gerente de educação especial de uma escola municipal de São José do Rio Preto (SP), ele é o único entre os 300 alunos do ensino fundamental a desenvolver a habilidade.

“Nós iniciamos o trabalho das habilidades, que a criança vai precisar para o processo de alfabetização, a partir dos 4 anos. Tem um tempo de trabalhado com as crianças. Ele seria de 4 a 8 anos. Ou até mais”, explicou.

Para Paola Aparecido, mãe de Murilo, o filho sempre gostou de letras, mas contou com o incentivo e rotina de estudos em casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A gente foi mostrando as letras. Ele começou a formar as palavras, a soletrar, a juntar as frases e começou a ler, automaticamente”, afirmou a auxiliar financeira.

Durante uma ida à sorveteria, o menino começou a ler “do nada”. “Tem os sabores dos sorvetes expostos. Ele apontou e disse que queria o de Maracujá. Tem que ter acompanhamento, disposição e paciência dos pais, porque estamos em um cotidiano muito corrido. A gente acaba não dando importância para os detalhes”, afirmou Paola.

De acordo com a família, Murilo começou a frequentar a escola neste ano e não demorou muito para surpreender as professoras ao pedir um livro para ler.

“Dentro da sala de aula, ele sempre está com o livro. As crianças acompanham a leitura. Ele incentiva as outras crianças a gostarem da leitura e é um excelente aliado para nossa escola”, contou Alessandra Biassotti, coordenadora pedagógica da escola.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O aprendizado prematuro do menino chegou ao Centro para o Desenvolvimento do Potencial e Talento de Rio Preto, no interior paulista.

O centro faz um acompanhamento da crianças que têm algum domínio de inteligência desenvolvido – Murilo é uma delas.

“Nós buscamos orientar a família em relação aos estímulos que podem oferecer para os filhos não perder o interesse por aquilo que é da escola. A orientação é tanto para escola, quanto para a criança”, completou a gerente de educação especial, Carla Job.

Assista ao vivo os ganhadores do Prêmio Razões para Acreditar, dia 07/12 às 18h! Ative as notificações clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Guarantá News
Fotos: Reprodução / TV Tem

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,253,471SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

‘Prontuários afetivos’ aproximam enfermeiros, pacientes com Covid-19 e familiares Brasil afora

Equipes médicas de todo o mundo têm encontrado dificuldade de se aproximar dos pacientes com Covid-19, que muitas vezes estão sedados ou entubados. Pensando...

Desempregada acha dinheiro do Bolsa Família na rua e vai à pé ao banco devolver à dona

Helena Maria do Nascimento estava andando na rua quando encontrou uma carteira com dinheiro. Ao abrir para ver se encontrava um documento com telefone...

Esse casal prova que nem todo amor de Carnaval acaba na Quarta-Feira de Cinzas

Érika se aproximou de um desconhecido para ajudar, foi socorrida e encontrou o amor da vida dela!

Como um homem perdeu 64 quilos em 10 meses mesmo sem conseguir andar

Quem não conhece essa história: Um jovem cheio de sonhos e ambições se alista para servir ao seu país, logo tem que defendê-lo em...

Richard Gere leva água e comida a navio humanitário com 121 imigrantes

O ator Richard Gere, 69 anos, se deslocou até o Mar Mediterrâneo, próximo ao litoral da Itália, com centenas de quilos de alimentos e...

Instagram