Após sobrinho sofrer bullying, tio passa batom pra mostrar que meninos também podem usar

O Fernando Diniz é tio do Miguel, 10 anos, e decidiu passar batom pra mostrar que meninos também podem usar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Para a principal causa de demência infantil, o diagnóstico precoce é tão importante quanto o tratamento

Miguel se fantasiou de Coringa pro Carnaval na sua escola, em Goiânia, Goiás, e acabou sofrendo bullying. Como estava usando batom, alguns colegas tiraram sarro do garoto, pois na cabeça deles “menino não usa batom”.

(É bom lembrar que essas crianças são tão vítimas desse pré-conceito quanto Miguel, pois aprenderam que batom é “coisa de menina”. Atenção, pais!)

tio passa batom mostrar sobrinho meninos podem usar
Miguel foi pro Carnaval na escola fantasiado de Coringa, e sofreu bullying por causa do batom que caracteriza o personagem

Leia também: Menino sofre bullying por causa de lancheira ‘feminina’ e seu tio responde

Em menos de 10 minutos na sala, Miguel pediu pra professora tirar a maquiagem. “A tristeza maior do Miguel é que em casa ele é livre. Isso aconteceu fora de casa”, disse Fernando em conversa com o Razões para Acreditar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele chorou, disse que pediu para a professora tirar e não quis participar das comemorações do Carnaval.”

Leia também:  Garoto de 5 anos é atacado por pintar unhas mas é apoiado online

Pra mostrar que aquilo era só uma fantasia e que Miguel pode usar o que quiser, Fernando passou batom. “Ele ainda estava nessa de que só meninas usam batom, mas deu o primeiro sorriso e ficou mais alegre. Entendeu que não é menina por usar batom”, lembra Fernando.

tio passa batom mostrar sobrinho meninos podem usar
“Entendeu que não é menina por usar batom.”

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Juliana Santos (@style_juu) em 1 de Mar, 2019 às 7:40 PST

“Hoje o tio @fernandodinizfotografia passou batom pra mostrar pro Miguel que não tem problema nenhum menino usar.
Ontem o Miguel tirou a maquiagem que fizemos nele de coringa na escola porque alguns colegas tiraram sarro dele porque ele estava usando batom e “menino não usa batom”.
Mães criem seus filhos para aceitar as diferenças e viver sem rótulos, vamos mudar as próximas gerações para que eles sejam adultos com mais amor ao próximo, sem julgamentos, hoje o Miguel riu muito disso mas ontem ele estava triste quando voltou, e se sentiu rejeitado e com vergonha por causa dos comentários até pediu para lavar o rosto,por uma besteira.
Ainda bem que ele tem exemplos fortes em casa e sim fora dos “padrões” , a mãe e empoderada e trabalha muito , o pai trabalha menos mas está sempre presente em tudo e me apoiando, o tio fe vai casar com o tio matheus e tá tudo certo, e ele pode pintar a cara quando quiser que aqui pra gente fantasia e levada num nível sério viu, tem cospobre aqui não”, escreveu a mãe de Miguel, Juliana Santos, na legenda do post.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

tio passa batom mostrar sobrinho meninos podem usar

crédito das fotos: Reprodução/Instagram @stryle_juu

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,764FãsCurtir
1,764,214SeguidoresSeguir
8,645SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram