Gratidão: menino com câncer vende pinturas para ajudar hospitais que cuidaram dele

0
2091

O pequeno Aedon, 9 anos, luta contra um câncer raro nos ossos. O tratamento foi interrompido por causa da pandemia. Mas nada de lamentar, sua preocupação agora é outra!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como não pode viajar para se cuidar, já que o centro médico onde faz tratamento fica fora das Filipinas, Aedon decidiu que vai usar o tempo ocioso dentro de casa para retribuir os cuidados de médicos e enfermeiros responsáveis por ele chegar até aqui.

menino câncer sentado cadeira rodas hospital
Foto: Reprodução/Instagram @aedanpio

As pinturas de Aedon fazem enorme sucesso entre seus seguidores no Instagram. Ele resolveu vendê-las e doar toda a renda para os hospitais que o atenderam quando foi diagnosticado com um tumor maligno chamado cordoma.

menino pintando quadro sentado chão
Foto: Reprodução/Instagram @aedanpio

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aedon é mais uma prova de que não precisamos estar nos nossos melhores dias – no seu caso, uma batalha de cinco anos! – para ajudar o próximo.

menino sentado sofá segurando quadro
Foto: Reprodução/Instagram @aedanpio

O menino teve o tratamento interrompido, mas ao invés de ficar pensando nos passos que deixou de dar, se preocupa com quem o ajudou a dar os primeiros passos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma publicação compartilhada por Aedan Pio (@aedanpio) em

Vaquinha para Pedrinho, menino que tem doença rara e sem cura. Clique aqui e contribua.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Aedan Pio (@aedanpio) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Aedan Pio (@aedanpio) em

Sua decisão é com certeza um exemplo de gratidão – a mais genuína e incontestável possível – que temos para nos inspirar todos os dias! Nos bons, mas principalmente nos ruins.

Relembre a história do menino que venceu o câncer e virou médico para cuidar de crianças que lutam sua própria batalha contra a doença.

Fonte: UPSOCIAL

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.