Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua: ‘Chama ele de vovô’

Um menino de 4 anos convenceu sua mãe a adotar um morador em situação de rua que ele carinhosamente apelidou de “vovô”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na época, em outubro de 2017, Ticiano lutava contra um câncer. Certo dia, no caminho para a escola, o menino e sua mãe encontraram um homem deitado na calçada e acabaram fazendo amizade com ele. A família mora na província de Entre Ríos, na Argentina.

“Era uma manhã fria, a caminho da escola, fomos comprar biscoitos que ‘Tizi’ lanchava todos os dias e vimos Tano. Tizi imediatamente disse: ‘Vamos comprar algo pro vovô’. Compramos biscoitos e um sanduíche. O pequeno olhou para ele e perguntou: ‘Você está feliz, vovô?’. Grato, Tano respondeu: ‘Sim, filho’”, relata Florencia, mãe de Ticiano.

Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua
Foto: Reprodução

Tizi e a garotinha aniversariante que deu uma fatia de bolo para seu amigo sem-teto poderiam ser amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tano contou que o frio estava se aproximando e que ele precisava de casacos novos. Se possível, um par de sapatos também, pois o que tinha, bastante apertados, lhe causava fortes dores.

No dia seguinte, após passarem em uma loja, mãe e filho foram até o homem para entregar o que ele precisava. Entretanto, ele não estava mais lá.

Após duas semanas de procura, Florencia conseguiu encontrá-lo em um albergue da cidade. Sensibilizada por Tizi, que muito pediu para ‘adotar’ o ‘vovô’ Tano, ela decidiu levá-lo para casa.

Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua
Foto: Reprodução

Naquele mesmo dia, o idoso recebeu um banho quente, comida e um quarto todo mobiliado em seu novo lar. Desde então, eles moram juntos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em entrevista ao jornal Todo Noticias, Tano relatou sua triste história de vida. Anos atrás, sua filha o despejou de sua própria casa e o deixou na rua, influenciada por um ‘homem mau’, como ele descreve, que não queria o idoso por perto.

Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua
Foto: Reprodução

Hoje, felizmente, ele se sente “muito feliz e agradecido” por uma criança ter enxergado bondade nele, e mais do que isso, que tenha amolecido o coração de seus familiares para acolhê-lo.

Emocione-se com a história de uma mulher de 30 anos que adotou uma idosa de 67 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua
Foto: Reprodução

Menino de 4 anos convence mãe a adotar morador de rua
Foto: Reprodução

Tizi, agora com sete anos e em fase de remissão do câncer que tinha quando mais novo, ganhou um amigo, um ‘vovô’, que o leva para a escola todos os dias e brinca com ele em casa quando a mãe está no trabalho. 😍

Conheça mais a história:

[Nota de Redação]

O seu Zezinho tem 68 anos e nunca foi à escola. Ele queria muito aprender o alfabeto e finalmente poder escrever o próprio nome. Gentil toda vida, uma professorinha de 9 anos começou a ensinar o vendedor de picolé a ler e escrever.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Portal Raízes

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,558,019SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pratos e talheres podem ser plantados para gerar novos alimentos

Imagina se todo mundo pudesse plantar pratos e talheres para que eles depois virassem novos alimentos? Essa possibilidade já existe e é ideia de...

Organização promove campanha para manter 400 crianças longe das ruas, praticando esportes, em São Paulo.

O programa Mais Bola, Menos Rua, realizado pela Inmed Brasil, está sem patrocínio.

Muçulmano que doou sangue para vítimas da tragédia em Orlando manda mensagem contra o ódio

O massacre de 50 pessoas em uma boate gay, em Orlando, na Flórida, no último domingo (12), chocou o mundo pela sua crueldade. Um...

Vaquinha da VOAA: Homem que dormia em carro com seus 6 cães consegue casa após doações

O Wellington passou o maior aperto no final do ano passado: foi despejado da casa onde morava e, como não tinha condições de alugar...

Jovem cria varal e armário solidários, com doação de roupas e alimentos em Cotia (SP)

‘Se precisar, pegue, se puder, doe, se precisar e puder, faça a troca’.

Instagram