Menino de 7 anos tem sua própria empresa de reciclagem

Quando ele tinha três anos e meio, Ryan Hickman visitou um centro de reciclagem na Califórnia e encontrou uma paixão. No dia seguinte, anunciou para seu pai, Damion, que abriria seu negócio:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Meu novo negócio! Vou pegar todas as latas e garrafas de todo mundo do bairro”, e apontou para a rua.

Hoje, com  7 anos, ele é o CEO, gerente e funcionário da Ryan’s Recycling Company. Ele tem 50 clientes e já reciclou mais de 200.000 garrafas e latas.

Leia também: Neto ensina avô a mexer no Instagram e seu negócio decola!

Embora Ryan diga que não se lembra do que fez tudo começar (já passou a metade da sua vida!), ele continua apaixonado pela causa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É porque as garrafas chegam ao oceano e os animais adoecem e morrem”, diz ele.

De acordo com Damion Hickman, Ryan já arrecadou mais de US $ 11 mil. O dinheiro está indo para sua poupança para a faculdade, embora Ryan diga que quer comprar um caminhão de lixo e tocar seu negócio de coleta de lixo.

Quatro anos depois do empreendimento, os vizinhos já se acostumaram com o garotinho que vem pedindo seus recicláveis, e os mais entusiasmados ligam para pedir uma picape ou até mesmo deixam suas sacolas na porta do Hickman.

reciclagem menino

Na escola, a atividade favorita de Ryan é ajudar o zelador, o Sr. José, a separar o lixo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Minha esposa e eu o apoiamos, mas dissemos a ele que se ele quiser parar, ele pode”, diz Hickman.

“Quero vê-lo com amigos, mas a reciclagem o deixa muito feliz. Na verdade, ele recrutou seus amigos agora, por isso é Ryan e cinco de seus amigos ajudando o Sr. José”, completou.

Seu pai, um designer gráfico, enfatiza que o mérito todo vai para Ryan, embora ele seja o motorista.

“A cada três semanas ou mais vamos ao centro de reciclagem – e eu também o ajudo a classificar o lixo em vidro, alumínio e plástico”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apesar da manifestação de apoio e gratidão, Hickman continua um pouco cauteloso.

“Eu tento desencorajar doações diretas, não quero que as pessoas pensem que estamos tentando ganhar dinheiro com a criança”, diz ele.

“Nós certamente apreciamos isso e eu percebo que isso faz as pessoas se sentirem bem; 99% dos comentários dizem o quão inspirador é. Mas alguns comentários dizem que o garoto é uma ferramenta de marketing para um negócio e nós apenas tentamos não lê-los. Comecei a digitar uma resposta uma vez e parei. Sinto que não vale a pena”, concluiu.

reciclagem

reciclagem

Via

Fotos: reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,452,816SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Em Fortaleza, Operação Sorriso realiza cirurgias gratuitas de enxerto ósseo

A Operação Sorriso (OS) volta à Fortaleza pela 22ª vez para a realização de suas primeiras cirurgias com enxerto ósseo. A missão humanitária na...

Vídeo mostra que para viver dias especiais é preciso se desconectar

Quem nunca parou para refletir sobre o quanto de tempo passamos em frente ao calcular ou computar em vez de viver a vida real,...

Organização na Índia desenvolve método eficaz para fazer as crianças gostarem de ler

Como ensinar uma criança a gostar de ler? Em um mundo cada vez mais tecnológico, essa tarefa está cada vez mais complicada. Por isso,...

A melhor “profissão” do mundo dos cães: pegar bolinhas em partidas de tênis

Quem tem um cão em casa sabe: a coisa que eles mais adoram na vida é correr atrás de uma bolinha (ou qualquer outro...

Restaurante capixaba dá chá de graça para mães que amamentarem bebês no local

"O que fizemos não nos custa quase nada financeiramente"

Instagram