Menino de 7 anos tem sua própria empresa de reciclagem

Quando ele tinha três anos e meio, Ryan Hickman visitou um centro de reciclagem na Califórnia e encontrou uma paixão. No dia seguinte, anunciou para seu pai, Damion, que abriria seu negócio:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Meu novo negócio! Vou pegar todas as latas e garrafas de todo mundo do bairro”, e apontou para a rua.

Hoje, com  7 anos, ele é o CEO, gerente e funcionário da Ryan’s Recycling Company. Ele tem 50 clientes e já reciclou mais de 200.000 garrafas e latas.

Leia também: Neto ensina avô a mexer no Instagram e seu negócio decola!

Embora Ryan diga que não se lembra do que fez tudo começar (já passou a metade da sua vida!), ele continua apaixonado pela causa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É porque as garrafas chegam ao oceano e os animais adoecem e morrem”, diz ele.

De acordo com Damion Hickman, Ryan já arrecadou mais de US $ 11 mil. O dinheiro está indo para sua poupança para a faculdade, embora Ryan diga que quer comprar um caminhão de lixo e tocar seu negócio de coleta de lixo.

Quatro anos depois do empreendimento, os vizinhos já se acostumaram com o garotinho que vem pedindo seus recicláveis, e os mais entusiasmados ligam para pedir uma picape ou até mesmo deixam suas sacolas na porta do Hickman.

reciclagem menino

Na escola, a atividade favorita de Ryan é ajudar o zelador, o Sr. José, a separar o lixo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Minha esposa e eu o apoiamos, mas dissemos a ele que se ele quiser parar, ele pode”, diz Hickman.

“Quero vê-lo com amigos, mas a reciclagem o deixa muito feliz. Na verdade, ele recrutou seus amigos agora, por isso é Ryan e cinco de seus amigos ajudando o Sr. José”, completou.

Seu pai, um designer gráfico, enfatiza que o mérito todo vai para Ryan, embora ele seja o motorista.

“A cada três semanas ou mais vamos ao centro de reciclagem – e eu também o ajudo a classificar o lixo em vidro, alumínio e plástico”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Apesar da manifestação de apoio e gratidão, Hickman continua um pouco cauteloso.

“Eu tento desencorajar doações diretas, não quero que as pessoas pensem que estamos tentando ganhar dinheiro com a criança”, diz ele.

“Nós certamente apreciamos isso e eu percebo que isso faz as pessoas se sentirem bem; 99% dos comentários dizem o quão inspirador é. Mas alguns comentários dizem que o garoto é uma ferramenta de marketing para um negócio e nós apenas tentamos não lê-los. Comecei a digitar uma resposta uma vez e parei. Sinto que não vale a pena”, concluiu.

reciclagem

reciclagem

Via

Fotos: reprodução

Quer ver a sua pauta aqui? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,081,366SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Plataforma viabiliza assessoria jurídica gratuita a pessoas LGBTQIA+

A Aliança Plural conecta quem precisa de ajuda e aqueles que podem oferecer ajuda dentro da comunidade LGBTQIA+.

Veterano da Segunda Guerra reencontra amor perdido após 75 anos

O veterano do exército americano KT Robbins jamais se esqueceu da garota francesa por quem ele havia se apaixonado em 1944, quando lutava no nordeste...

Cansei de ser princesa: Fantasias que vão deixar as meninas ainda mais poderosas

Cabelos perfeitos, maquiagem, castelo, um drama e um príncipe encantado. Os contos de fadas fizeram parte da nossa infância e ainda permeiam a imaginação...

“Amanhã vou com um maior”, diz jovem que foi à escola usando salto alto após causar polêmica

Empoderado por um salto 12 lacrador, um estudante de Cariacica, no Espírito Santo, sambou na cara do preconceito na escola onde estuda. Ele foi...

Cabelos lisos dominam menos a publicidade para a TV

Um estudo mostrou que nos últimos anos cabelos lisos perderam terreno para cabelos ondulados.

Instagram

Menino de 7 anos tem sua própria empresa de reciclagem 2