Para ajudar pais, menino junta latinhas e compra material escolar para ele e os irmãos

No início de janeiro, Bryan Henrique, de 10 anos, virou notícia em Londrina (PR) após ter sido declarado desaparecido. Desesperados, familiares e amigos do menino pediram ajuda não só das autoridades, mas das redes sociais, que se mobilizaram para tentar achar o seu paradeiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Horas depois, Bryan foi encontrado a quase 10 quilômetros de casa, perto de uma escola na Zona Norte da cidade. Ao ser questionado porque havia sumido por tanto tempo, o menino se justificou de maneira comovente: queria juntar latinhas o suficiente para comprar o material escolar dele e dos três irmãos.

“Ele está juntando essas latinhas faz tempo, mas não deixo ele sair de casa para isso. É só quando está comigo ou voltando da aula”, explica a mãe, Janaine de Carvalho, de 27 anos, que trabalha em uma lanchonete.

menino junta latinhas para comprar material escolar

Latinhas em troca de material escolar

O sonho de Bryan era poder comprar um videogame com o dinheiro das latinhas, sabendo ele que a mãe não teria condições de adquirir o console. No entanto, mudou de ideia ao saber que Janaine estava em uma gravidez de risco e o pai, Maicon Mendes, de 29 anos, desempregado. A família provavelmente não teria dinheiro para comprar o material escolar dele, nem dos seus irmãos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

Sensibilizado, o menino saiu bem cedo de casa sem o conhecimento dos pais para juntar latinhas, o máximo que pudesse, ao longo daquele dia.

“Não era nem 7 horas, estávamos todos dormindo. Ele conseguiu abrir as portas e os portões e sumiu. Entramos em desespero”, conta Janaine. De início, eles acharam que o filho tinha saído para brincar, mas logo descobriram que Bryan não estava na casa de nenhum amigo.

menino junta latinhas para comprar material escolar

Sumiço e reencontro

Foi um dia de angústia, pois ninguém sabia aonde Bryan estava. Como a família não possui carro, Janaine rodou a cidade com um motorista de aplicativo de carona, gastando todo o dinheiro que tinha em busca do filho. No final do dia, eis que o menino é encontrado: estava do outro lado da cidade, sem camisa e com um monte de latinhas. Mais: foi ‘flagrado’ na rua tentando ajudar uma cachorra que havia dado à luz um filhote recentemente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em casa, Bryan comentou que “sabendo das necessidades da família” decidiu juntar latinhas para comprar cadernos para ele e os três irmãos. Ele também disse que estava “disposto” a recuar do seu sonho de comprar um Xbox para ajudar em casa.

menino junta latinhas para comprar material escolar

Força de vontade de sobra

“Ele nos deixou muito preocupados. Dei uma bronca nele e pedi que nunca mais faça isso. Nós sabemos que ele fez tudo isso com boas intenções, ele é uma criança com sonhos. Mas não pode angustiar os pais assim. Nós o amamos”, conta a mãe. “Não consigo nem imaginar o que seria se tivesse acontecido algo de ruim com ele”.

Bryan é bastante tímido, mas tem um coração enorme. Entrevistado pelo portal Tem Londrina, ele disse que adora ir para a escola e gosta de estudar. No quintal de casa, é possível ver os sacos de latinhas que ele junta. Incrivelmente, no ano passado o menino conseguiu comprar um celular simples vendendo latinhas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

menino junta latinhas para comprar material escolar

De acordo com seus pais, o filho vai poder continuar juntando latinhas, mas agora somente nas proximidades de casa.

Vaquinha e presentes

Após imensa repercussão nas redes sociais, Bryan ganhou um Xbox novinho e materiais escolares – para ele e seus irmãos. Confira:

🔹 A internet se mobilizou pelo Bryan!Notícias no seu WhatsApp 👉 https://bit.ly/2ZU6wNa#TemLondrina #TEM #Londrina

Publicado por Tem Londrina em Terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Um grupo de internautas criou uma vaquinha virtual para ajudar a família de Bryan. Você pode ajudar clicando aqui. O Razões para Acreditar também tem uma plataforma de vaquinhas com causa, a VOAA, para saber as histórias e ajudar clique aqui.

https://www.facebook.com/TemLondrina/videos/484929262208919/

Leia também:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Sensível-Mente
Fotos: André Duarte/TEM

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,822,141SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Angelina Jolie acalma fã com ataque de pânico e ainda tira selfie com ela

Está circulando um vídeo na web, mostrando Angelina Jolie na saída do programa de TV "The Daily Show", em NY. Havia uma quantidade absurda...

“Meu filho é o menor do basquete, mas está dando um baile em todos vocês!”

“As multidões eram as piores. Qualquer pequena pessoa vai te dizer isso. Não há nada pior do que multidões: ser olhado, ser visto. Pessoas...

Costureiras mandam bilhetes junto com os vestidos de casamento que elas costuraram

A marca de vestidos de noivas O Amor é Simples criou uma ação bem bacana para valorizar o trabalho das costureiras brasileiras. E mais ainda:...

Skol faz ensaio com modelos plus size e ativista trans para combater a gordofobia

Com curadoria da jornalista Flávia Durante, protagonista do movimento Plus Size, SKOL leva artista para as ruas no Carnaval e colore público para celebrar a pluralidade e beleza dos corpos diversos.

Corona e Parley lançam no Brasil projeto global de combate ao plástico nos oceanos

No mundo, o projeto já retirou mais de 1,5 toneladas de lixo de praias de 15 países, envolvendo 7 mil voluntários.

Instagram