Corrente do bem realiza sonho de menino com poliomielite de dar seus primeiros passos (SP)

Aos 13 anos, Luan Pereira da Silva sabe muito bem o que é levar a vida sempre com um sorriso no rosto apesar das dificuldades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nem mesmo a complexidade de conviver com a poliomielite (doença popularmente conhecida como paralisia infantil) desde pequeno tira dele o carisma, jeitinho que lhe deu fama entre os vizinhos do Jardim Antártica, na Zona Norte de São Paulo.

Mas, há dois anos, uma mobilização de “gente boa” trouxe a Luan um novo sentido: a alegria de poder dar os primeiros passos.

Para conseguir ter a força e o equilíbrio necessários nas pernas e poder iniciar a fisioterapia, ele precisava de órteses, um dispositivo ortopédico que funciona como suporte para a sustentação do corpo, feito sob medida e de alto custo.

menino negro com poliomielite sentado em sofá
Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sem saber como conseguir o equipamento, a mãe de Luan, Elsa Silva, dividiu a história com amigos e amigas da ONG Viva ZN, na qual é voluntária desde 2019. E foi surpreendida com a doação de R$ 1 mil arrecadados em uma vaquinha, organizada pela Brenda Janeiro, coordenadora da instituição, com outras pessoas voluntárias.

O valor não era suficiente para cobrir o custo das órteses. Isso não foi, no entanto, uma barreira para a turma da rede de solidariedade: o grupo conseguiu o apoio do vendedor, que fez o preço bem abaixo do comum.

Com elas, Luan realizou suas primeiras sessões de fisioterapia em um hospital universitário, o que trouxe fortalecimento às pernas e possibilitou que se deslocasse com mais autonomia.

menino com poliomielite dá primeiros passos com ajuda de duas mulheres
Foto: Arquivo pessoal

Fisioterapeuta para o Luan

Mas, com a pandemia, as atividades da unidade médica foram suspensas e, desde o ano passado, o processo de desenvolvimento físico e emocional do pequeno teve de ser interrompido

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por isso, o Razões para Acreditar se uniu à ONG Atados, nossa parceira, que conecta voluntários e voluntárias a outras instituições e causas sociais, para encontrar um(a) fisioterapeuta voluntário(a) que, em apoio à ONG Viva ZN, possa atendê-lo em sessões domiciliares.

Conhece algum profissional que consiga ajudá-lo? Clique aqui e compartilhe essa história e a vaga. 

Brenda diz que sente saudade de Luan (não o encontra por causa da pandemia) e espera em breve poder vê-lo ainda mais feliz. “Quando estamos perto deles (mãe e filho), esquecemos todos os problemas. Eles sempre são muito alegres, e isso faz meu dia”.

Elsa sabe o que isso significa para o filho e se emociona com o que o trabalho voluntário trouxe para a sua vida. “Para mim, as pessoas da Viva ZN são como uma família: me sinto muito bem com elas e só tenho a agradecer todo o apoio que dão ao Luan”, conta ela, que chegou à ONG por meio do irmão e hoje é líder voluntária.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pelas nossas crianças

Fundada em 12 de outubro de 2019, a ONG Viva ZN acredita que a cultura, a educação, o esporte e a economia criativa têm o potencial de transformar a realidade social de crianças e adolescentes que vivem em regiões periféricas. Por isso, realiza oficinas e eventos com apoio de voluntários e voluntárias em mais de 15 bairros da Zona Norte de São Paulo. 

Para comemorar o Dia das Crianças que se aproxima, selecionamos algumas oportunidades de contribuir com instituições que se mobilizam pela infância. Venha conhecê-las!

Acesse Vagas Dia das Crianças e ajude a realizar os sonhos das nossas crianças! 

Conheça todas as oportunidades da causa aqui.

*Por Gabriela Pilla

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,860,568SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Vaquinha para menino que vende picolés para sustentar a família arrecada R$ 166 mil em menos de 24h

O David dos Santos só tem 12 anos, mas já carrega a responsabilidade de sustentar a casa. Ele vende picolés na praia de Copacabana...

Gari que estudava com livros achados no lixo agora é doutor!

Dedicado à limpeza pública há mais de duas décadas, o gari Cícero Rodrigues Ferreira, 39 anos, encontrou no lixo uma oportunidade para mudar de...

Projeto realiza lindos ensaios fotográficos para valorizar mulheres amputadas

Cacá Dominiquini, de Campinas (SP) tem 42 anos e trabalha como fotógrafa desde 2009. Seu sonho sempre foi realizar um projeto autoral. Com isso em...

Jovem ex-detento leva refeições a familiares de presos mortos em massacre

Na semana passada, 55 presos foram mortos em um massacre após uma rebelião tomar conta de diversas penitenciárias do sistema carcerário de Manaus. Dias...

Aluno agradece apoio de professor com tênis que ele queria desde os 12 anos

Thomas Walser é um tipo de orientador vocacional de adolescentes em uma escola do Texas, nos Estados Unidos. Um de seus alunos decidiu agradecê-lo...

Instagram