Menino vende desenhos para ajudar irmão gêmeo autista

Clique e ouça:

Esbanjando criatividade, Thiago, 9 anos, desenha à mão retratos de pessoas e até famosos que vê na TV e os vende para ajudar o irmão gêmeo, Arthur, que é autista.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu aprendi com dois amigos e estou aprendendo até hoje. Eu quero ajudar meu irmãozinho, que é autista, ajudar a minha mãe a construir a casa e ajudar a minha avó a consertar os dentes”, diz.

Quando tinha oito meses de idade, o irmão de Thiago sofreu um problema respiratório e passou cinco meses internado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) sem que a equipe médica conseguisse descobrir o que ele tinha.

menino vende desenhos para ajudar irmão gêmeo autista
Desenho feito à mão por Thiago, que tem 9 anos

“Ele ficou durante 5 meses internado direto no CTI tomando muita medicação, inclusive medicação errada, porque eles não conseguiam descobrir o que ele tinha. Após um mês de internação, ele foi fazer uma tomografia e descobriu a causa: uma veia que nasceu no lugar errado, uma má-formação”, conta a mãe, Camila Nascimento, que é cuidadora de idosos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o diagnóstico, Arthur foi submetido a duas cirurgias, passando outros tantos meses entubado.

Aos cinco anos, constatou-se o transtorno do espectro autista (TEA) no garoto. Hoje, aos 9 anos, ele ainda usa fraldas, mamadeira e bico, tendo uma dieta alimentar bastante restrita.

Observando as dificuldades do irmão – e da família –, Thiago decidiu ajudar vendendo seus desenhos. “Não é muito, mas é de coração”.

Camila foi abandonada pelo pai dos seus filhos quando ainda estava grávida. Hoje ela vive com a mãe, o namorado e uma outra filha em uma casa em Santa Luzia (MG), Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Atualmente, ela é a única fonte de renda da família. “Eu tomo conta de uma idosa, então às vezes eu dobro muito serviço, às vezes eu viajo para ter um dinheirinho a mais para pagar o aluguel, pagar o escolar deles e, principalmente, a alimentação do Arthur. A alimentação dele é bem restrita e é muito cara”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A avó dos gêmeos tenta ajudar vendendo salgados para complementar a renda da família. Camila conta que não dispõe da pensão dos filhos porque o pai desapareceu.

“Eu queria encontrar o pai dos meninos para dar uma força, porque é muito difícil para mim e minha filha comprar as coisas para os meninos”, afirma.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: R7/Fotos: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,486FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,972SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram