Menino faz método canguru em irmãzinha prematura e a sua reação é a mais fofa

Aiiii, que fofo. ❤ Gente, o pequeno Pedro Yuri, de apenas 8 aninhos, estava super ansioso para conhecer suas irmãzinhas gêmeas recém-nascidas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando ele chegou no hospital, foi convidado a fazer o Método Canguru, tendo contato corpo a corpo com a irmãzinha. E o resultado disso foi a coisa mais linda!

“Acho muito importante ele poder conhecer as irmãs ainda aqui no hospital para criar vínculos”, disse Maria Gleiciane Paiva Lima, 31 anos, mãe do menino.

A sua visita à UTI Neonatal Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral (CE) só foi possível graças à autorização da equipe local que estimula a visita dos irmãozinhos mais velhos à unidade.

menino carregando irmãzinha em hospital
Foto: Assessoria de Comunicação do HRN/Teresa Fernandes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com a psicóloga do hospital, Beatriz Albuquerque, essa iniciativa contribui para a relação entre paciente e família.

A visita da criança precisa ser um momento saudável para o paciente e a criança recebida. Por isso, é necessário minimizar os danos emocionais da hospitalização”, disse.

equipe médica e menino carregando irmãzinha em hospital
Foto: Assessoria de Comunicação do HRN/Teresa Fernandes

Benefícios do Método Canguru

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o Método Canguru traz inúmeros benefícios para os pais, a família, os bebês prematuros e para a equipe de saúde:

– Favorece o vínculo mãe- filho;
– Diminui o tempo de separação mãe-filho;
– Estimula o aleitamento materno;
– Favorece um melhor desenvolvimento neurocomportamental e psico-afetivo do recém-nascido de baixo peso;
– Favorece a estimulação sensorial adequada do recém-nascido;
– Reduz o estresse e a dor do recém-nascido de baixo peso;
– Proporciona um melhor relacionamento da família com a equipe de saúde;
– Possibilita maior competência e confiança dos pais no cuidado com seu filho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Que demais, não é mesmo?

As irmãzinhas ficarão mais alguns dias no hospital

A família mora em Meruoca, cidade a 27 km de Sobral. Gleiciane fez o pré-natal na Policlínica Regional em Sobral e depois foi encaminhada ao hospital.

Por causa da gestação de alto risco, a jovem precisou ir para a maternidade mais cedo.

mãe, avõ e menino carregando irmãzinha em hospital
Foto: Assessoria de Comunicação do HRN/Teresa Fernandes

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As gêmeas passaram pela UTI Neonatal e pela Unidade de Cuidados Intermediários Convencional do hospital.

Agora, para ganhar peso, elas estão na Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru.

Inclusive, contamos a história da jovem Andreza, mãe de quatro filhos, um de oito ano e trigêmeos de um ano e meio. Ela foi abandonada pelo marido e agora precisa da nossa ajuda. Clique aqui e contribua com a sua vaquinha.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Secretaria da Saúde do Ceará

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,289,873SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Austrália reduz em 80% o consumo de sacolas plásticas descartáveis em apenas três meses

Por The Greenest Post As sacolas plásticas, apesar de parecerem inofensivas e serem adoradas pelos brasileiros já que é possível reaproveitá-las como lixo, é uma...

Jovem de 19 anos se forma em 1º lugar na Escola de Sargentos

Raquel Silva agora é a 3º Sargento Rosa e com todas as honras que lhe cabe. A jovem de 19 anos, se formou em...

Ainda existe “SER” humano

É disso que estamos falando! Pequenas-GRANDES atitudes como essa!

Instagram

Menino faz método canguru em irmãzinha prematura e a sua reação é a mais fofa 2