Ela era merendeira mas voltou a estudar aos 38 anos e hoje tem mestrado

A educação é mesmo extremamente importante para que a gente possa correr atrás de nossos sonhos e até mesmo mudar totalmente de vida! Sergiana Santos foi merendeira até os 38 anos e tinha estudado apenas até o ensino fundamental. Em 2006, ela passou em um concurso público para trabalhar na prefeitura de Delmiro Gouveia, em Alagoas e foi então que ela decidiu que era hora de voltar a estudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2008 ela concluiu o ensino médio, logo depois entrou na faculdade de história e hoje, após ter concluído seu mestrado, ela é antropóloga social pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Isso só foi possível depois que a universidade abriu um campus novo, chamado Campus Sertão da Ufal, em 2009, já que a maioria das universidades acaba concentrando seus prédios nas capitais.

É por isso que ela afirma que: “O preconceito com os sertanejos é tão grande que até nós mesmos chegamos a pensar que não somos capazes. Não foi fácil chegar até aqui porque precisei abdicar de muita coisa, mas valeu a pena cada viagem que fiz de ônibus do Sertão até Maceió. A universidade mudou a minha forma de pensar e me fez entender sobre direitos e cidadania”.

Sergiana diz que não quer mais perder tempo e pretende ingressar ainda este ano em um doutorado. Sua vida mudou totalmente depois que ela voltou a estudar e ela quer inspirar mais pessoas a fazerem a mesma coisa!

Com informações de Só Notícia Boa

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Waldson Costa / G1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







Ela era merendeira mas voltou a estudar aos 38 anos e hoje tem mestrado 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,082,682SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino que cata recicláveis ganha material escolar e bike para ir à escola

De acordo com um levantamento do IBGE, 190 mil crianças com idades entre 5 a 13 anos trabalham informalmente no Brasil (dados de 2016). O...

Jovem com Down vai até o túmulo da mãe contar sua conquista: “Eu consegui. Eu me formei hoje!”

Entre todas as pessoas que aplaudiram Paul Marshall Jr. no dia da sua formatura do Ensino Médio, não estava Latonya Marshall, a mãe dele,...

“Quero ajudar pessoas como eu”, diz jovem goiana com doença no intestino que passou em Medicina

Em 2015, a estudante goiana Lara Maria Lemes, 22, foi diagnosticada com a doença de Crohn - síndrome inflamatória grave do trato gastrointestinal e...

Crianças leem para cães que sofreram maus tratos e os ajudam a interagir com humanos

A doçura das crianças prova, mais uma vez, o seu poder regenerador. No Estado do Missouri (EUA), elas estão ajudando cães que sofreram maus tratos...

Para sustentar filha, viúvo aprende sozinho a fazer tábuas personalizadas

O Tiago ficou viúvo há quatro meses quando a sua esposa não resistiu a um câncer. Sozinho, tenta seguir em frente com a sua bebê de um ano e oito meses.

Instagram

Ela era merendeira mas voltou a estudar aos 38 anos e hoje tem mestrado 3