Metrô na França gera energia limpa com passos dos passageiros

Olha que incrível, o piso do metrô de Sait-Omer, no norte da França, gera energia com os passos dos passageiros. Sempre que alguém pisa em um dos 14 “azulejos” retangulares instalados no chão, a placa produz cerca de 7 watts de eletricidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A energia fica armazenada em pequenas baterias e tem um tempo de vida de 72 horas. No momento, a eletricidade está sendo usada para alimentar as lâmpadas de LED da estação. O metrô também instalou duas entradas USB gratuitas para os passageiros recarregarem seus eletrônicos.

Futuramente, o metrô pode se tornar autossuficiente em energia limpa com essa invenção. A tecnologia do piso, inclusive, começa a ser testada em outros lugares do mundo, incluindo o Brasil.

É o caso do campo de futebol do Morro da Mineira, no Rio de Janeiro, que produz energia a partir dos passos dos jogadores. Lá, a eletricidade gerada é usada para acender os refletores da quadra durante a noite.

A ideia é excelente, mas os moradores reclamam que o preço do aluguel da quadra aumentou muito. A própria empresa responsável pelo projeto reconhece que o alto custo é uma falha do piso, mas ela garante que o preço deve cair na medida em que ele se popularizar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

metro1

metro2

metro3

metro4

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

metro5

Com informações do The Greenest Post / Imagens: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,855,215SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

ONG cria espaço adaptado para onça-pintada cega em Goiás

A onça-pintada Merlin foi vítima de caça e resgatado há três anos, no Maranhão, após levar um tiro na cabeça que provocou uma lesão...

Cientistas brasileiros criam vacina contra dependência de cocaína e crack

Inicialmente, a vacina criada por pesquisadores da UFMG será utilizada na prevenção do abuso de cocaína por crianças e adolescentes e na luta contra o crack.

Vestidas de rosa e com bastões na mão, indianas criam grupo de autodefesa contra machismo

Uma curiosidade é que o rosa não tem a ver com a questão feminina. “Queríamos ter algo que não tivesse relação com os partidos [políticos] e nenhum usa rosa. Por isso escolhemos essa cor”, explica Pal Devi.

Google disponibiliza tour virtual pelo acervo do Museu Nacional antes do incêndio

Plataforma oferece passeio virtual de 360 graus por salas do prédio histórico e oito exposições com peças digitalizadas antes do incêndio

Samsung cria estiloso vaso de flores que apaga incêndios ao ser arremessado

Em setembro do ano passado, uma das subsidiárias da gigante sul-coreana Samsung, a Cheil Worldwide, anunciou o lançamento do Firevase (vaso de fogo, em...

Instagram