Conheçam a história do mexicano que fugiu para os EUA, morou na rua e hoje é uma lenda da medicina

Quem vê o mexicano Alfredo Quinones Hijonosa com seu jaleco de médico, não imagina que a história de um dos melhores neurocirurgiões do mundo já foi repleta de dificuldades. Com uma infância difícil e cheia de privações, nem ele mesmo consegue acreditar o quão longe chegou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A infância

Quando ainda morava no México, seus pais eram donos de um posto de gasolina. Infelizmente, houve um momento em que a situação econômica da família piorou muito e eles foram obrigados a vender o negócio por um preço muito baixo. Depois disso, as coisas ficaram ainda piores.

mexicano neurocirurgiao 2
Foto: reprodução Youtube

“Eu estava com fome. Eu sabia que minha família estava com fome. Eu sabia que não tínhamos nada e não havia muito tempo para pensar”, relembra Alfredo. E assim, quando ele tinha 14 anos arrumou um emprego na lavoura, mas o dinheiro que levava para a família ainda não era suficiente.

mexicano neurocirurgiao 3
Foto: reprodução Youtube

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu só queria ir embora. Queria estudar e trabalhar para mandar dinheiro para minha família. Ter certeza de que meus pais e parentes tivessem comida”, disse Alfredo.

A ida aos Estados Unidos

E então o impensável aconteceu. Diante do desespero o ser humano é capaz de qualquer coisa, então na véspera de seu 19º aniversário, Alfredo pulou um muro de mais de 5 metros que separa o México da Califórnia. Infelizmente, os agentes da fronteira o encontraram em apenas alguns minutos e o levaram de volta ao seu país.

mexicano neurocirurgiao 4
Foto: reprodução Youtube

Depois da frustração inicial, ele estava decidido a ter uma vida melhor e arriscou mais uma vez. Sua sorte é que da segunda vez ele teve muito mais sorte e conseguiu pular sem que ninguém notasse.

mexicano neurocirurgiao 5
Foto: reprodução Youtube

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas a vida nos Estados Unidos também não foi fácil no início. Alfredo viveu anos em situação de rua e continuou fazendo trabalhos relacionados ao campo. Até que na década 80 ele conseguiu legalizar seus documentos e se matriculou em uma Universidade.

Preconceito

Foram muitas as dificuldades na vida deste médico, inclusive o preconceito. Segundo ele, na faculdade comentários como ‘Você não pode ser do México. Você é muito inteligente para vir de lá’ eram comuns. No entanto, nada foi capaz de deter sua determinação.

mexicano neurocirurgiao 6
Foto: reprodução Youtube

Ele logo arrumou um emprego e hoje é considerado um dos melhores neurocirurgiões do mundo. Alfredo trabalha no Johns Hopkins Medicine Hospital, na cidade de Baltimore.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ele não só trabalha fazendo excelentes cirurgias. Ele também faz pesquisas muito inovadoras que nos permitem entender melhor as doenças e tumores cerebrais”, explica seu colega – o Dr. Henry Brem.

Pessoas do mundo inteiro viajam para serem operadas por ele, que além da competência carrega sempre um sorriso no rosto. Mais do que uma história de superação, a vida de Alfredo é a prova de que com persistência podemos chegar em qualquer lugar!

Fonte: Viralistas

Quer ver mais uma história inspiradora? Dá um play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,575,137SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Enfermeira encontra cheque de 35 mil na rua e leva à delegacia: “O que não é da gente, a gente não mexe”

Quando alguém te disser que o Brasil é um país de gente desonesta, não acredite! É por isso que nós gostamos de contar esse...

Jovem perde seu único veículo de trabalho em incêndio e internautas ajudam com vaquinha

O carro do jovem Moisés, 24 anos, virou cinza na noite do dia 21 de agosto, após um incêndio. Moisés estava dormindo quando foi...

Ex-empregada doméstica ‘enfrenta’ o tráfico e alimenta 230 crianças todos os dias em favela de SP

A ONG Reviver alimenta 230 crianças todos os dias e oferece reforço escolar.

Manter a individualidade pode fazer seu relacionamento durar mais

Quando os parceiros percebem que cuidar de si é tão importante quanto cuidar do outro, o casamento ganha vida, força, intensidade.

Essa cidade alemã achou um jeito lindo de lidar com os neonazistas

Já publicamos aqui histórias de pessoas que preferiram usar a melhor arma para vencer o ódio: o amor.Um exemplo foi o caso de Lucie,...

Instagram