Mineira se forma em Direito aos 97 anos

Fazer um curso superior sempre foi um sonho de Chames Salles Rolim. Mas ela adiou o sonho durante uma vida inteira, e só decidiu entrar para a faculdade após a morte do marido, com quem foi casada por 63 anos, que era bastante ciumento e não aprovava a ideia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos 97 anos, com uma lucidez incrível e muito ativa e com dez filhos criados, a mineira de Santa Maria de Itabira acaba de receber o diploma de bacharel pela Faculdade de Direito de Ipatinga (Fadipa). E quer ser muito útil para a sociedade.

“Sei que a minha idade não me dá muito prazo”, diz. “Por isso o que eu quero é ser útil a quem me procurar, compartilhar o conhecimento. Se eu não souber responder algo, vou orientar a pessoa a buscar quem saiba.”

Filha de libaneses, ela acredita na instrução como ferramenta de transformação social. “O ser humano deve aprender a distinguir entre o bem e o mal e, para isso, precisa ter acesso a uma fonte esclarecedora”, afirma. “Se eu puder ajudar nisso, ficarei muito feliz.”

E complementa: “A gente sempre pode aprender, mesmo que seja a conviver melhor com as pessoas”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com informações do TJ-MG \ Leia na íntegra aqui. Foto: Crédito: Thaís Dutra/Divulgação TJ-MG

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,261,441SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Relato de jovem sobre o amor e a importância do companheirismo viraliza

A cena que presenciou foi como uma luz no fim do túnel para Nelson.

Nesta lanchonete, seu “por favor” vira desconto

Vamos combinar que não deveríamos ter que “ensinar” este tipo de coisa. Mas em tempo de correria sem tempo para nada, inclusive gestos de...

Mãe transforma camisa de marido em vestido para filha

Ela não imaginava que o vestido da filha fosse mexer tanto com a memória das pessoas e que isso viraria um negócio.

Kobra transforma cilindro de oxigênio inativo em arte e doa dinheiro da venda para o Amazonas

Foi inspirado no atual momento difícil que enfrentamos no Brasil, onde há escassez de oxigênio em hospitais, que o muralista Eduardo Kobra criou a...

Jogadores do CSE-AL homenageiam repórter vítima de Covid-19 com camisa autografada e personalizada

O CSE-AL (Clube Sociedade Esportiva) prestou uma linda homenagem à família do repórter cinematográfico Falcon Barros, da TV Gazeta Alagoas, que foi vítima da...

Instagram