‘Minha mãe nunca desistiu de mim’: o amor fez com Robson largasse o crack

A vida pro Robson nunca foi fácil, mas tudo piorou quando ele aceitou dar um “pega numa paradinha” de crack aos 28 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por dois anos ele viu sua vida ruir ao ser refém de uma das piores dependências: a química. Mas o amor por sua mãe o fez largar o vício e dar a volta por cima.

A vida antes do crack

Antes de começar a usar crack, Robson já havia passado poucas e boas dentro de casa.

De família muito pobre, ele era o mais velho de 10 irmãos e o primeiro a assumir sua homossexualidade. Por conta disso, Robson foi alvo do preconceito de seu pai que não aceitava sua sexualidade.

homem posa sorrindo para foto de boné amarelo e camiseta preta
Robson conseguiu superar a dependência pelo amor incondicional por sua mãe

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

As brigas eram tantas que aos 16 anos ele saiu de casa e foi morar na rua, contra a vontade de sua mãe. Por sorte, Robson acabou sendo apadrinhado por um famoso figurinista da cena LGBT de São Paulo, que lhe ensinou a arte da costura.

Após alguns anos trabalhando com grandes nomes da noite paulistana ao lado de seu mentor, Robson resolveu seguir seu caminho sozinho.

Com ele foram alguns cliente fieis, com quem o jovem figurinista pôde contar para conseguir se manter financeiramente.

A ‘paradinha’

Certo dia, Robson conheceu um rapaz e o levou para seu apartamento. Em meio a conversa dos dois, o homem lhe ofereceu uma “paradinha”. Era um pino de crack.

Robson não era ingênuo e sabia do que se tratava. Também não nega que já havia usado outras drogas, como cigarro e maconha, mas nunca tinha experimentado fumar crack por medo de viciar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mexido com a situação, ele aceitou “dar um pega”. Em sua cabeça, ele não viciaria com um único trago.

arte gráfica do canal ter.a.pia com a foto de um rapaz sob filtro azul e a frase ao lado o amor da minha mãe me salvou do crack"
O Robson contou sua história de luta contra a dependência química ao canal ter.a.pia

O problema foi que o trago virou um pino, que virou dois… quando Robson se deu conta, nem o rapaz por quem ele havia se interessado momentos antes conseguia fazer com que ele pensasse em outra coisa a não ser o crack.

A partir desse momento, o jovem estilista perdeu o rumo da sua vida. Ele começou a gastar o dinheiro do aluguel, o pagamento dos clientes e a vender suas coisas para alimentar seu vício.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além de ter perdido todo seu dinheiro, Robson começou a esquecer de algo muito importante: sua mãeMas ela não esqueceu de seu filho.

A história completa da luta do Robson contra o crack e o poder do amor de sua mãe você assiste na sessão 60 do canal ter.a.pia:

Conteúdo do ter.a.pia, canal parceiro do Razões.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,429,587SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Amor aos bichinhos: brasileiras criam manteiga vegana sem conservantes

Letícia Filp, uma advogada ambiental vegana, criou uma receita que vai fazer a alegria dos que não comem alimentos de origem animal: a manteiga...

Sandra Annenberg chora ao falar sobre a morte da jornalista e amiga Beatriz Thielmann

Quem nos conhece, sabe que somos fãs declarados da jornalista Sandra Annenberg, que traz sempre um vigor e simpatia às (as vezes) frias pautas...

Bate meta da vaquinha para ajudar sem-teto e seu cachorro a saírem da rua

A vaquinha será para ajudar o Seu Sebastião e o Negão alugarem uma casa até ele voltar ao mercado de trabalho. Vaii planeta!

Motorista de ônibus escolar faz toucas e cachecóis para seus pequenos passageiros

Toucas e cachecóis personalizados para seus pequenos passageiros.

Cliente compra bike para atendente que caminhava 4 horas entre casa e trabalho

Johhnie Philips é atendente de um posto de gasolina da cidade de Springfield, em Illinois, nos Estados Unidos. Até pouco tempo, ele caminhava cerca...

Instagram