Primeira ministra da Nova Zelândia promete alcançar 100% de energia renovável até 2030

Desde que entrou no poder, em 2017, a primeira ministra da Nova Zelândia Jacinda Ardern acabou tornando-se um grande exemplo de liderança eficaz. Além de ter entrado para a lista dos chefe de estado que melhor souberam gerir a pandemia do coronavírus, Jacinda sempre deixou claro que uma de suas maiores metas é priorizar a sustentabilidade em seu país.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

jacinda ardern
Foto: SIPA

Prova disto é que, em recente anúncio a primeira ministra prometeu que irá alcançar 100% de energia renovável até 2030. A meta anterior do partido de Jacinda era eliminar gradualmente todas as energias não renováveis ​​até 2035.

No entanto, os líderes não somente perceberam a importância de adiantar o prazo, como constataram que era possível. De acordo com eles, a promessa envolve acelerar “a eletrificação dos setores de transporte e industrial” e investir “em tecnologias emergentes, como hidrogênio verde, enquanto continua a tornar a energia acessível aos neozelandeses.

Hoje a Nova Zelândia produz 84% de sua eletricidade a partir de fontes renováveis, mas, segundo Ardern, eles estão prontos para melhorar. “A recuperação econômica do COVID-19 representa uma oportunidade única para remodelar o sistema de energia da Nova Zelândia para ser mais renovável, mais rápido, acessível e seguro”, explicou.

Além dos benefícios ambientais, a primeira ministra explicou que a iniciativa irá gerar milhares de empregos e oferecerá novas oportunidades aos neozelandeses. “Nosso plano para energia limpa e redução das emissões de carbono nos ajudará a aproveitar as oportunidades econômicas de ser o país verde e limpo que os neozelandeses nos veem”, disse Jacinda em coletiva.

energia eólica
Foto: Unsplash

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os planos foram anunciados poucas semanas antes das eleições no país, no dia 17 de outubro. Caso o partido trabalhista ganhe, a Nova Zelândia será um dos poucos países do mundo a ter uma matriz energética 100% renovável, ao lado da Islândia e do Paraguai. Em seguida, a Costa Rica também orgulha-se em dizer que 99% da energia proveniente do país vem de fontes renováveis.

Se depender da aceitação do público e dos planos de governo anunciados, o partido de Jacinda Ardern já ganhou, não é mesmo? Afinal, um dos maiores ensinamentos da pandemia é de que precisamos urgentemente priorizar o planeta!

Fonte: Good News Network

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,268,037SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Avó perde parte da visão e chora ao ganhar ‘audiolivro’ personalizado do neto

Roma, 93 anos, ganhou um audiobook de seu neto, Cameron Manwaring. A vovó perdeu a maior parte da visão devido à degeneração macular. Como...

Como crianças reagem a um prato vazio

Em um mundo capaz de produzir o dobro de alimentos que precisa, morrem por ano 3,5 milhões de crianças de desnutrição. E, para provar...

Na Paraíba, profissionais de saúde caminham 2 km para vacinar idoso em zona rural

Os pés até podiam doer, mas estas profissionais de saúde não hesitaram em caminhar 2 km para vacinar um idoso de 68 anos contra...

Fotógrafo captura pessoas se beijando nos últimos 30 anos em NY

Durante trinta anos, o fotógrafo Matt Weber foi à captura de cenas espontâneas de paixão nas ruas de NovaYork. Sua coleção Urban Romance revela...

Instagram