Estudantes do Ensino Médio desenvolvem mochila anti-Covid 19 para retorno seguro às aulas presenciais

Em meio ao debate sobre a possibilidade de uma retomada segura das atividades escolares presenciais no Brasil, o SESI Nacional lançou um desafio relâmpago, com foco na volta às aulas, para estudantes de 9 a 18 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um dos projetos selecionados para a etapa final é uma mochila anticovid-19, de quatro alunos baianos, da Escola SESI Feira de Santana.

A solução elaborada por Micael Souza, 17, Matheus Rosa, 17, Robert Viana,18, e Pauline Nascimento, 17, do terceiro ano da turma de Novo Ensino Médio (NEM) SESI/SENAI (eles também fazem curso técnico em Eletrotécnica) consiste numa mochila confeccionada com tecido anticovid, feito com micropartículas de prata, que conseguem inativar diversos microrganismos em até dois minutos, inclusive o novo coronavírus.

mochila preta anti-covid 19
Foto: Reprodução

Além do tecido, a mochila tem um design pensado para evitar contaminações: o projeto utiliza tecido de íons de prata como material externo e interno, tem um estojo embutido em uma das alças para evitar que a mochila seja aberta frequentemente, pequenos cravos na base para diminuir a área total de contato com o solo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“E ainda zíperes escondidos, bolsos internos para armazenamento de máscaras e álcool gel, e um bolso térmico para conservar a temperatura da garrafinha de água individual, já que bebedores não são recomendados”, explica uma das inventoras, Pauline Nascimento.

A partir do desafio, os alunos refletiram sobre o uso das mochilas que, além de apresentarem uma exposição significativa aos ambientes (escola, meio de transporte, dentro das casas), participando de todo o percurso, da chegada à escola até a volta ao lar.

estudante segurando mochila anti-covid 19
Foto: Reprodução

“Mesmo usando máscaras e respeitando o distanciamento, este item pode ser um vetor de contaminação para estudantes, professores e a própria família, o que foi levado em consideração”, argumenta o coordenador de Robótica do SESI Bahia, Fernando Didier.

O primeiro protótipo da mochila – tecido tricoline, tecido tricoline antiviral, zíper, argolas, cursores, regulador de alça, TNT, viés e serviço de costura – custou R$ 112,60. De acordo com o professor orientador da equipe, José Augusto Júnior, a curto prazo, a equipe pretende realizar parcerias com escolas que já voltaram às aulas presenciais e também uma vaquinha virtual para arrecadar fundos e produzir de 50 unidades para doação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao todo, 120 equipes se inscreveram para o Desafio Relâmpago – Volta às Aulas. Na fase final 18 equipes foram selecionadas para uma entrevista online com os juízes, entre elas a Equipe 4F da Escola SESI José Carvalho de  Feira de Santana. Os projetos vencedores serão conhecidos em 16 de dezembro.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,100,260SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Japão dará desconto em impostos para empresa que aumentar salário dos funcionários

País quer reaquecer a economia com menos impostos e aumento salarial.

Ana Maria Braga revela cegueira de sua cachorrinha e emociona a internet

NaMaria fez todo mundo chorar um pouco. 😢

Que tal andar de bike usando esses estilosos capacetes disfarçados por chapéus?

A Bandbox é uma empresa que espera reduzir o número de pessoas que sofrem lesões na cabeça, fornecendo capacetes elegantes que os ciclistas ficarão mais...

Coletivo desafia os brasileiros a repensarem a educação inclusiva no País

Você sabia que no Brasil 30% dos jovens entre 14 e 15 anos com alguma necessidade especial de ensino desistem da escola? Muitas vezes,...

Instagram

Estudantes do Ensino Médio desenvolvem mochila anti-Covid 19 para retorno seguro às aulas presenciais 3