Yaci e Yara, filhas de quilombolas, são capa da Marie Claire

Dona Maria Santana deve estar orgulhosa, afinal, suas duas filhas gêmeas, Yaci e Yara, estão conquistando o mundo da moda com sua beleza estonteante e uma história de vida singular.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De origem quilombola, nascida na região de Viana, no Maranhão, dona Maria se mudou para São Luís, onde deu à luz as filhas. Elas tiveram uma infância humilde, convivendo com a pobreza até a juventude.

Essa realidade moldou o caráter de Yaci e Yara. Quando adultas, sentiram a responsabilidade de lutar contra a dura realidade da mulher negra brasileira.

Yaci e Yara modelos filhas quilombolas maranhenses

Quebraram paradigmas dentro da família ao serem as primeiras mulheres a se formar na faculdade – Ciências Contábeis na Universidade Federal do Maranhão – anos antes de sequer imaginarem trabalhar como modelos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao mergulharem no mundo da moda, romperam outra lógica: tornaram-se modelos já maduras (aos 30 anos), ao contrário da maioria das outras modelos, que começam a trabalhar ainda adolescentes.

Yaci e Yara modelos filhas quilombolas maranhenses

Para Yaci e Yara, é justamente a raiz quilombola de sua família que marca os traços fortes e a beleza da cor de suas peles. Proporcionou também a força para perseverar e se destacar nas passarelas e capas de revistas. Hoje, estão na linha de frente da representatividade negra na indústria da moda.

Yaci e Yara modelos filhas quilombolas maranhenses

No final do ano passado, as gêmeas estamparam sua primeira capa de grande relevância, para a revista Marie Claire. Na edição, elas vestiram coleções internacionais falaram sobre inclusão e representatividade, além de suas trajetórias de vida e como modelos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Yaci e Yara modelos filhas quilombolas maranhenses

Defensoras da causa feminista, Yaci e Yara enxergam em Djamila Ribeiro e Chimananda Ngozi Adichie, assim como na ex-primeira dama dos EUA, Michelle Obama, referências para suas lutas como mulheres negras, pela força, a elegância, o talento, que as duas agora também exibem nas passarelas e revistas.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Hypeness/Fotos: Divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM





Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,272,461SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Grupo de terapia ajuda mulheres a superarem relacionamentos abusivos (SP)

Muitas questões levam a mulher a não conseguir sair de um relacionamento abusivo, ou até mesmo, identificar que está em um.  Com o objetivo de...

Motorista do Rio faz cartaz improvisado para divulgar negócio da filha e história viraliza: “ganhei quase 30 mil seguidores”

Pai é pai mesmo, o tempo todo. A atitude de um motorista de ônibus viralizou esta semana. Seu Tarciso colocou anúncios que ele mesmo...

Startup transforma crianças em autores mirins

Alunos de escolas públicas e privadas escrevem seus próprios livros.

Doritos Rainbow reforça diversidade no Rock in Rio e doará renda a ONGs LGBT

O salgadinho da cor do arco-íris será o snack oficial do Rock in Rio e renda arrecadada será doada a cinco ONGs que apoiam a causa LGBTQI+.

Sancionada lei que permite doação de refeições não vendidas a pessoas em vulnerabilidade no Brasil

Em vigor desde o ano passado, a Lei 14.016/2020 prevê a doação de alimentos e refeições não comercializados por parte de supermercados, restaurantes e...

Instagram