USP descobre molécula que reduz tumor e evita metástase do câncer de ovário

Um grupo de pesquisadores brasileiros e norte-americanos descobriu uma molécula capaz de reduzir o tamanho do tumor e interromper o processo de metástase do câncer de ovário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais testes precisam ser feitos em animais para atestar a segurança do composto. Segundo os pesquisadores, o tratamento estará disponível para seres humanos em até 20 anos.

A pesquisa foi feita pelo Centro de Terapia Celular do Hemocentro da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com o Laboratório de Células-Tronco Musculares e Regulação de Genes dos Institutos Nacionais de Saúde, nos Estados Unidos.

Foto: Chico Escolano/EPTV

molécula reduz tumor evita metástase câncer de ovário
Foto: Chico Escolano/EPTV

Leia também: Menina de 2 anos vence câncer de ovário raríssimo

Molécula capaz de reduzir o tumor causado pelo câncer de ovário

Constatou-se que a molécula RNA MIR-450A é pouco eficaz em tumores. No entanto, quando superexpressa (aumentada) em testes in vitro e em camundongos, ela se torna potente no tratamento contra o câncer de ovário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para Wilson Araújo da Silva Júnior, professor do Departamento de Genética da Faculdade de Medicina da USP, a molécula MIR-450A, presente no corpo humano e que pode ser produzida no laboratório, ‘é capaz de silenciar genes envolvidos na migração celular e no metabolismo do tumor. Isso bloqueia o tamanho do tumor e bloqueia o processo de metástase’.

molécula reduz tumor evita metástase câncer de ovário
Foto: Reprodução/Diário MS

Na esteira de novidades, cientistas da USP também descobriram que a molécula microRNA-367 pode reduzir a agressividade de tumores embrionários do sistema nervoso central, responsáveis pelo câncer infantil.

Leia também: Paciente terminal está curado do câncer graças a método 100% brasileiro

O próximo passo é desenvolver um medicamento utilizando a molécula MIR-450A que auxilie no tratamento da doença, muitas vezes, identificada quando já está em um estágio avançado.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: Jornal de Brasília e G1

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,264FãsCurtir
1,760,762SeguidoresSeguir
8,609SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fábio Assunção dá a volta por cima um ano depois de virar ‘piada’ no Carnaval

É impressionante o quanto as coisas podem mudar em apenas um ano, né? Olha o caso do ator Fábio Assunção, 48 anos. No Carnaval do...

Fotos de abelhas cansadas dormindo de “bumbum pra cima” dentro de flores viralizam

Uma série de fotos de abelhas tirando um cochilo dentro de flores com o bumbum cheio de pólen está fazendo o maior sucesso na...

No Pará, há mais de 40 anos existe um bloquinho infantil que homenageia os animais da Amazônia

Cada vez mais os blocos carnavalescos estão inovando e usando e abusando da criatividade, mas o que falar deste bloquinho infantil, do interior do...

O primeiro dia de aula do menino desnutrido que foi resgatado há um ano

O primeiro dia de aula é uma data marcante, que estabelece que seu filho(a) está crescendo e ganhando o mundo. Mas, para um menino em...

USP retira coágulo de artéria no cérebro e devolve movimentos a vítimas de AVC

Cientistas adjuntos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto desenvolveram uma técnica eficaz na redução de quase a totalidade...

Instagram