Momento histórico: violência contra a mulher é tema da redacão do Enem 2015

O tema da redação do Enem deste ano “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” foi o ponto alto do exame.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A violência contra a mulher é silenciada. Portanto, o exame, que mobiliza estudantes do país inteiro, é uma ótima plataforma para tratar desse e de outros assuntos que já passaram da hora de serem abordados.

O tema é super atual. No ano passado, muitas mulheres postaram nas redes sociais fotos com a frase “Não mereço ser estuprada”. E, desde a semana passada, depois que a menina Valentina, de 12 anos, participante do Master Chef Júnior, sofreu assédio na internet, milhares de mulheres têm postado comentários com a hashtag #PrimeiroAssédio.

“O tema mais uma vez dialoga com a atualidade brasileira. O exame costuma fugir de debates muito polêmicos, que ocupem muitas manchetes, mas nesta edição o critério foi claramente a relevância social. De certa forma, esse assunto já tinha aparecido na prova de Ciências Humanas, no sábado, com uma frase da Simone de Beauvoir, o que prova que a banca pretende reforçar o debate sobre a questão”, disse Rafael Pinna, professor do colégio e curso de A a Z, ao jornal O Globo.

Precisamos refletir e falar sobre algo que virou uma espécie de tabu da nossa sociedade: todo mundo sabe que a mulher é violentada diariamente, mas quase ninguém fala sobre isso. Pelo menos ontem, 25, o silêncio não era uma opção e brasileiras e brasileiros tiveram que falar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Confira a reação de internautas que comemoraram o tema da redação do Enem 2015:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Simone de Beauvoir

A questão do exame que trazia uma citação da filósofa francesa Simone de Beauvoir também chamou a atenção de internautas, estudantes e grupos feministas na internet com muitos comentários positivos. Confira:

Questão 42

Ninguém nasce mulher: torna-se mulher. Nenhum destino biológico, psíquico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado que qualificam o feminino. BEAUVOIR, S. O segundo sexo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

“Eu vivi pra ver um dia o Exame Nacional do Ensino Médio, ENEM, perguntar sobre Simone de Beavoir e o feminismo”, comemorou uma internauta no Twitter. “Pego o caderno primeira questão que eu vejo FEMINISMO. Que delicia manda mais, que os machista da minha sala vao tudo bombar no Enem”, comentou outro perfil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após segurar cartaz em semáforo (e ser ridicularizado), homem consegue emprego em Palmas

O que um pai de família, com dois filhos - um de 9 anos e um de 12, desempregado, com várias contas atrasadas e...

Foto de mulher ajudando mãe desconhecida a cuidar do filho viraliza

A norte-americana Becca Kinsey era uma mãe em apuros voltando com os dois filhos - um de 5 e outro de 2 - após...

Menina de 8 anos dá cortes de cabelo gratuitos para crianças pobres

A menina corta o cabelo de crianças que não podem pagar.

A distribuidora de água e açaí que só emprega ex-moradores em situação de rua

Por The Greenest Post Já ouviu aquela máxima de que “nem sempre as pessoas estão na rua porque querem; às vezes, elas só precisam de...

Conheça a brasileira que está há um ano sem produzir lixo

Por Jéssica Miwa Você lembra da Lauren, a americana que ficou famosa mundialmente por abandonar hábitos antigos com o intuito de produzir zero lixo por...

Instagram