Sem-teto emociona ao doar cobertores para vítimas de temporal no Guarujá (SP)

Clique e ouça:

Conhece a expressão “quem tem menos é quem mais ajuda”?. Um morador em situação de rua de Guarujá, no litoral de São Paulo, é a prova viva disso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele fez uma doação às vítimas das fortes chuvas que atingiram a Baixa Santista nos últimos dias. Francinaldo, como foi identificado, entregou dois de três cobertores que recebeu para que fossem levados aos desabrigados.

Sem pedir nada em troca, Francinaldo doou os cobertores na noite de quarta-feira (4), em uma padaria, na Avenida General Rondon, 650, bairro Astúrias. O dono do estabelecimento, Erasmo Fonseca Junior, transformou a padaria em um ponto de entrega de doações às vítimas dos deslizamentos.

morador em situação de rua doa cobertores vítimas chuva guarujá
Francinaldo doou dois dos três cobertores que tinha ganhado. Foto: Arquivo pessoal

Francinaldo chegou enquanto a esposa do empresário preparava as doações. Disse que tinha ganhado três cobertores, mas que precisava somente de um e que gostaria de doar os demais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Também no Guarujá, a dona de uma pousada abriga vítimas das chuvas.

O sem-teto disse que é azulejista e tem experiência como sushi man, e que deseja reconstruir a vida dele.

cobertor doado morador em situação de rua vítimas chuva guarujá
Dá pra ver que a o cobertor está em perfeitas condições de uso. Foto: Arquivo pessoal

“O que fazemos é pouco perto do sacrifício dele”

“Na hora, eu só consegui orar pela vida dele e agradecer pela doação. Ele entregou tudo o que tinha, humilhou a sociedade inteira. Eu mesmo fiz doações, ajudei a levar comida para os moradores dos morros, mas acabava que era o que sobrava da padaria. O Francinaldo doou tudo o que tinha“, conta o empresário.

Após a entrega dos cobertores, Francinaldo recebeu uma doação de R$ 70 e afirmou que vai recuperar seus documentos em um Poupatempo. Desde então, Erasmo perdeu o contato de Francinaldo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Esse caso me emocionou muito e eu compartilhei nas redes sociais, e muitas pessoas me procuraram para ajudar o Francinaldo, mas não o vi mais. Vou tentar encontrar ele. Tudo o que ele queria era uma oportunidade para trabalhar e refazer a vida. O que fazemos é pouco perto do sacrifício dele“, finaliza Erasmo.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,486FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,972SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram