Morador de rua recebe onda de apoio após mulher humilhá-lo

Uma mulher (de nome não identificado) ficou irritada ao ver um morador de rua dormindo na frente de uma filial do McDonald’s no estado americano da Geórgia, e decidiu tirar uma foto dele e publicá-la em um grupo privado do Facebook para criticá-lo e humilhá-lo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No entanto, o tiro saiu pela culatra: dezenas de usuários se uniram para repudiar os comentários da mulher, além de ajudar o rapaz a se recuperar e deixar as ruas. A Ana Paula também deseja sair das ruas, clique aqui e saiba como ajudar.

Simon Child, 21 anos, está desabrigado e luta para sustentar o filho desde a morte recente de sua mãe. Quando a mulher o fotografou cochilando na porta do McDonald’s, ele na verdade estava descansando entre os turnos de uma mercearia onde trabalha.

Ao ver a foto, Simon disse que seus sentimentos foram feridos – mas, felizmente, ele não se sente mais assim.

No início desta semana, repórteres locais entrevistaram Child e deram a ele uma chance de contar sua história para o mundo. Quando o jovem chegou ao trabalho no dia seguinte, ficou chocado ao descobrir que dezenas de pessoas lhe trouxeram pilhas de fraldas, roupas, produtos de higiene pessoal e suprimentos para ele e seu filho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os donos de um restaurante comunitário procuraram Simon para que pudessem lhe emprestar um carro que o jovem poderia usar para ir a entrevistas de emprego.

Um barbeiro deu um corte de cabelo gratuito para o rapaz ficar mais apresentável para as entrevistas. Outros membros da comunidade pagaram várias diárias de um hotel para ele e o filho ficar até encontrarem uma moradia permanente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: 

Mais: um membro da comunidade iniciou uma vaquinha online para juntar dinheiro para Simon – tendo arrecadado mais de US$ 2 mil (R$ 8 mil) em 24 horas.

Por fim, o morador de rua teve a chance de falar com a mulher que tirou aquela infeliz foto. Ela disse a Simon que nunca quis envergonhá-lo e só desejava expressar sua “frustração com a cidade”.

“Não sou sem-teto, não agora, graças a ela”, disse Simon à WSB-TV. “Eu não achava que a comunidade se importaria o suficiente para fazer isso, mas eles se importam.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista ao vídeo abaixo:

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: GNN/Foto: Reprodução/WSBTV

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,827,323SeguidoresSeguir
24,592SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Funcionário pula janela de drive-thru para salvar menino de asfixia

Ao ver uma criança presa no cinto de segurança do carro com dificuldade para respirar, um funcionário da rede de restaurantes fast food Chick-fil-A...

Escolas em todo mundo estão cancelando o evento do Dia das Mães após incidentes traumáticos

Uma vez publicamos aqui no Razões sobre um bilhete de escola destinado apenas às mães e que teve uma resposta de uma mãe pedindo...

Refugiado sírio agredido no Rio recebe homenagem da Câmara e é acolhido por população

O refugiado sírio Mohamed Ali Abdelmoatty Ilenavvy, de 33 anos, foi agredido em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, no fim de...

Loja surpreende cliente insatisfeita e doa 1 mês de refeição ao seu grupo da terceira idade

Essa história começou com um processo na Justiça, mas terminou longe do tribunal. O final feliz supreendeu até para quem não fazia parte do...

Crianças, pais e professores se unem em projeto de carona a pé

Em Julho de 2015, a professora Carolina Padilha do Colégio Equipe, em Santa Cecília, região central de São Paulo, começou o projeto “grupo carona à...

Instagram

Morador de rua recebe onda de apoio após mulher humilhá-lo 1