Morador de rua recebe onda de apoio após mulher humilhá-lo

Uma mulher (de nome não identificado) ficou irritada ao ver um morador de rua dormindo na frente de uma filial do McDonald’s no estado americano da Geórgia, e decidiu tirar uma foto dele e publicá-la em um grupo privado do Facebook para criticá-lo e humilhá-lo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No entanto, o tiro saiu pela culatra: dezenas de usuários se uniram para repudiar os comentários da mulher, além de ajudar o rapaz a se recuperar e deixar as ruas. A Ana Paula também deseja sair das ruas, clique aqui e saiba como ajudar.

Simon Child, 21 anos, está desabrigado e luta para sustentar o filho desde a morte recente de sua mãe. Quando a mulher o fotografou cochilando na porta do McDonald’s, ele na verdade estava descansando entre os turnos de uma mercearia onde trabalha.

Ao ver a foto, Simon disse que seus sentimentos foram feridos – mas, felizmente, ele não se sente mais assim.

No início desta semana, repórteres locais entrevistaram Child e deram a ele uma chance de contar sua história para o mundo. Quando o jovem chegou ao trabalho no dia seguinte, ficou chocado ao descobrir que dezenas de pessoas lhe trouxeram pilhas de fraldas, roupas, produtos de higiene pessoal e suprimentos para ele e seu filho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os donos de um restaurante comunitário procuraram Simon para que pudessem lhe emprestar um carro que o jovem poderia usar para ir a entrevistas de emprego.

Um barbeiro deu um corte de cabelo gratuito para o rapaz ficar mais apresentável para as entrevistas. Outros membros da comunidade pagaram várias diárias de um hotel para ele e o filho ficar até encontrarem uma moradia permanente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: 

Mais: um membro da comunidade iniciou uma vaquinha online para juntar dinheiro para Simon – tendo arrecadado mais de US$ 2 mil (R$ 8 mil) em 24 horas.

Por fim, o morador de rua teve a chance de falar com a mulher que tirou aquela infeliz foto. Ela disse a Simon que nunca quis envergonhá-lo e só desejava expressar sua “frustração com a cidade”.

“Não sou sem-teto, não agora, graças a ela”, disse Simon à WSB-TV. “Eu não achava que a comunidade se importaria o suficiente para fazer isso, mas eles se importam.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assista ao vídeo abaixo:

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: GNN/Foto: Reprodução/WSBTV

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,272,726SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Tecnologia cria “corredor de emergência” para vítimas de acidentes de trânsito

A tecnologia alerta os motoristas sobre o acidente, momentos depois dele acontecer.

Raposas trocam vida selvagem pela companhia do homem que as salvou

Patsy Gibbons, de County Kilkenny, na Irlanda, encontrou as duas raposas quando ainda eram filhotes e cuidou delas para que se recuperassem e pudessem...

Jogador alemão doa premiação da Copa para pagar cirurgias de 23 crianças brasileiras

O meia titular da Alemanha Mesut Özil, que recentemente ganhou o mundial na Copa 2014, anunciou em sua página no Facebook que doou o dinheiro...

Pegadinha do bem muda a vida de uma garçonete no 1º de Abril

O 1º de Abril é caracterizado por fazermos pegadinhas que enganam as pessoas, mas essa pegadinha foi pra lá de inesquecível. Chelsea Roff é uma garçonete...

Instagram

Morador de rua recebe onda de apoio após mulher humilhá-lo 1